top of page

A Geografia da Colheita, a que mais impacta o coração de Deus (2)


“Então, disse aos seus discípulos: A ceifa é realmente grande, mas poucos os obreiros. Rogai, pois, ao Senhor da ceifa, que mande obreiros para a sua colheita.” (Mateus 9:37,38)


Em tudo que vemos o olhar de Jesus sobre a terra foi: “Eu vim buscar e salvar o que se havia perdido”. No meio do tempo, alguém se perdeu e não poderia se encontrar por si mesmo, por isso um plano redentivo foi traçado para nos oportunizar a vida em Cristo, e ninguém poderia mensurar a grandeza desse projeto. Eu sou a resposta dessa ação dos céus, você também é a manifestação da Glória de Deus aqui na terra. Tudo que Ele fez foi pensando na colheita dos Seus filhos, trazendo-os de volta para o Pai. “Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido.” (Lucas 19:10)


Quando esse texto foi citado, Jesus estava na casa de um “corrupto” que havia encontrado em um lugar muito improvável de alguém acessar para ver o Messias, em uma árvore. A visão que Jesus teve de baixo para cima foi crucial para mudar o destino daquela pessoa. Imagine que até hoje milhões de pregações e textos já foram publicadas sobre esse episódio, e quantas vidas foram alcançadas pelo poder do arrependimento gestado em restituição. Esse é um importante ponto da colheita, cada história ontem se torna um testemunho vivo hoje. Veja: “E, vendo todos isto, murmuravam, dizendo que entrara para ser hóspede de um homem pecador. E, levantando-se Zaqueu, disse ao Senhor: Senhor, eis que eu dou aos pobres metade dos meus bens; e, se nalguma coisa tenho defraudado alguém, o restituo quadruplicado. E disse-lhe Jesus: Hoje veio a salvação a esta casa, pois também este é filho de Abraão. Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido.” (Lucas 19:7-10)


Há sempre alguém murmurando para que nosso milagre seja retido e a colheita não se manifeste, mas quando nos mantemos firmes e somos sabedores de que Jesus pode nos restituir, devemos nos manter firmes no propósito para que não sejamos roubados no resultado. Quem diria que a história de Zaqueu iria ser um ícone de muitas conversões vindas a Jesus, desde aquele dia, assim como nos dias modernos?! Mas, a atitude da mudança não foi de Jesus, foi de Zaqueu, quando disse: “E, levantando-se Zaqueu, disse ao Senhor: Senhor, eis que eu dou aos pobres metade dos meus bens; e, se nalguma coisa tenho defraudado alguém, o restituo quadruplicado.” (Lucas 19:8). Quando abrimos nosso coração para Jesus, tanto na geografia da nossa casa, assim como em outros territórios, o milagre da colheita se manifesta.


37 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page