top of page

A Geografia da Colheita, a que mais impacta o coração de DeusParte 10


“E, vendo as multidões, teve grande compaixão delas, porque andavam cansadas e desgarradas, como ovelhas que não têm pastor. Então, disse aos seus discípulos: A ceifa é realmente grande, mas poucos os obreiros. Rogai, pois, ao Senhor da ceifa, que mande obreiros para a sua colheita.” (Mateus 9:36-38)


Vamos nos organizar para grande colheita? Você lembra Jesus ensinado como o povo deveria se organizar para multiplicar? Pois é, quando Ele fez a multiplicação dos pães e peixes, nos deu a maior lição de organização que poderia ser assimilada por um ser inteligente, assim como você e eu. Ele mandou os discípulos organizarem os grupos pequenos para que todos pudessem ser alimentados do Seu milagre. O que eu entendi: Que quando nós não nos organizamos os milagres não vêm, até mesmo porque não será respeitada a ação do Senhor no meio do Seu povo. Logística de organização nasceu no Céu para ensinar na Terra como as pessoas vão prosperar, ainda que seja no campo espiritual. Não desfrutaremos de milagres relevantes com a desorganização regendo nosso caráter. Você não tem ideia da colheita relevante quando nos organizamos para isso.


Quero que você leia com atenção: “Depois disto, partiu Jesus para o outro lado do mar da Galileia, que é o de Tiberíades. E grande multidão o seguia, porque via os sinais que operava sobre os enfermos. E Jesus subiu ao monte, e assentou-se ali com os seus discípulos. E a páscoa, a festa dos judeus, estava próxima. Então Jesus, levantando os olhos, e vendo que uma grande multidão vinha ter com ele, disse a Filipe: Onde compraremos pão, para estes comerem? Mas dizia isto para o experimentar; porque ele bem sabia o que havia de fazer. Filipe respondeu-lhe: Duzentos dinheiros de pão não lhes bastarão, para que cada um deles tome um pouco. E um dos seus discípulos, André, irmão de Simão Pedro, disse-lhe: Está aqui um rapaz que tem cinco pães de cevada e dois peixinhos; mas que é isto para tantos? E disse Jesus: Mandai assentar os homens. E havia muita relva naquele lugar. Assentaram-se, pois, os homens em número de quase cinco mil. E Jesus tomou os pães e, havendo dado graças, repartiu-os pelos discípulos, e os discípulos pelos que estavam assentados; e igualmente também dos peixes, quanto eles queriam. E, quando estavam saciados, disse aos seus discípulos: Recolhei os pedaços que sobejaram, para que nada se perca. Recolheram-nos, pois, e encheram doze cestos de pedaços dos cinco pães de cevada, que sobejaram aos que haviam comido. Vendo, pois, aqueles homens o milagre que Jesus tinha feito, diziam: Este é verdadeiramente o Profeta que devia vir ao mundo.” (João 6:1-14)


Mesmo com todas as lições que podemos extrair do texto, que são inúmeras, o que quero enfatizar é o poder de direção que Jesus tem, convocando os discípulos para se organizarem para que o milagre fosse efetivado. O que você vê aqui? Os grupos pequenos, que são uma ideia do Senhor para consolidar multidões e levar os discípulos a servirem o povo, fazem parte do “sistema” de ensino do Mestre, para que os discípulos pudessem entender que as multidões poderiam ser administradas, através dos pequenos grupos. Hoje, sou um Pastor de um grande número de discípulos, e tenho a consciência de que sem os pequenos grupos não iremos discipulá-los nem lhes dar a eles alimento, por igual. O que me impressiona nesse texto, além das inúmeras lições é: Se não organizar a multidão não saberemos administrar os poderosos resultados. Uma pergunta? Quais as lições que você extrai desse texto para a sua vida, no campo da organização? Quem não se organiza não desfruta de milagres!

_

27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Kommentare


bottom of page