Cristo é o Fundamento


“Porque ninguém pode colocar outro fundamento além do que está posto, o qual é Jesus Cristo!” (I Coríntios 3:11)


Se o Evangelho da Graça isentar Cristo, o fundamento é falso. Jesus, em tudo, é o centro do propósito e da legalidade para a Igreja viver Sua chamada. Desde os dias de Paulo que se criavam evangelhos que não tinham o fundamento em Cristo, mas em estruturas humanistas, e muitos, debaixo de extremas heresias. É fácil fazer apologias impressionistas, e só deixar de se concentrar na proposta que Jesus deixou, e falar do que Ele nunca anunciou: Pregue a Palavra. Os gálatas, por serem místicos e absorverem doutrinas estranharas, saíram do Evangelho da Graça para adotarem outro evangelho que não era o de Cristo, e foram severamente corrigidos.


“Maravilho-me de que tão depressa passásseis daquele que vos chamou à graça de Cristo para outro evangelho; o qual não é outro, mas há alguns que vos inquietam e querem transtornar o evangelho de Cristo. Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema. Assim, como já vo-lo dissemos, agora de novo também vo-lo digo. Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema. Porque, persuado eu agora a homens ou a Deus? Ou procuro agradar a homens? Porque se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo.” (Gálatas 1:6-10)


Nós que conhecemos o conteúdo do Evangelho sem fermento e a doutrina de Cristo, gestamos uma irritabilidade com tantas meninices, não só por parte dos neófitos, mas por muitos que desejam aparecer, que foram contaminados no princípio. É triste vermos tantos forasteiros da fé, tentando descontrair o Evangelho pregado desde os dias de Cristo. A doutrina paulina revela o Cristo que muitos escondem.


Em Colossenses 1:13-18, a narrativa é do conhecimento de Cristo e como Sua Graça e favor nos trouxeram para perto e nos fizeram agentes do Seu Reino. Ele é a Cabeça e nós somos seus pés, a ação do Corpo para levar esse Evangelho maravilhoso por onde passarmos. A Boa Notícia depende de nós. Uma vez transformados e recriados em Cristo Jesus, somos os detentores da Boa Notícia. Não existe ninguém nem outra instituição que seja dotada de tamanha autoridade do que a Igreja. Precisamos afiar nosso discurso e não negociar o Evangelho, que não só nos fez bem, mas que mudou radicalmente nossa história de vida.


O Evangelho de Cristo é o Evangelho da Graça, e esse fundamento poderoso estrutura todos que desejam ser construídos nEle, no qual todos nós fomos trabalhados para viver a vida de Deus em todos os territórios por onde passarmos. Se Jesus é a Base do Evangelho, qualquer engano fica fácil de detectar. Eu estava vendo um programa em inglês, por não conhecer bem a língua, fiquei com a atenção dobrada, mas senti no meu espírito que havia engano no ensino. Chamei um colega que domina o idioma e ele disse: “Esse cidadão está pregando heresia, negando o Evangelho, colocando fermento na massa e levedando o princípio". É assim que eu vejo hoje: Muitos estão inchados no discurso, e colocando conhecimento humano, e extraindo o Espírito de Deus da revelação da Palavra. A ordem e ensino são:


“Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema. Assim, como já vo-lo dissemos, agora de novo também vo-lo digo. Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema.” (Gálatas 1:8,9)


Continua…


Renê Terra Nova

26 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo