Ele é Jesus!


“O qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação.” (Colossenses 1:15)


Você está entendendo que essa série é para centralizar Jesus em você? Ele é o centro do propósito, e tudo gira em torno dEle. Mas quem é esse Senhor maravilhoso? Ele é o Primeiro, ou seja o Primogênito, Ele é a Primazia. Se nós entendermos a revelação do Seu poder e da Sua graça, muitas guerras que estavam anunciadas se tornarão a oportunidade de acrescentarmos nossa fé. Quando eu imagino o tamanho do plano que foi traçado para eu ser alcançado, salvo, redimido, raciocino o tamanho do amor de Deus e a extensão do calvário e ressureição. Ele é a imagem do Deus Invisível para me proporcionar a vida que só tem nos céus, manifestada por Ele na terra.


Ele é a imagem do Deus Invisível. Jesus se fez carne para que pudesse nos dar o exemplo de como viver a intensidade da nossa humanidade, sem precisar se associar com a carnalidade. Todos nós temos direitos, mas não nos falta o dever. Se nós focamos nEle, com certeza não seremos humilhados nas nossas batalhas. Ele se fez carne para que pudéssemos nos relacionar com Ele e Ele conosco. Não tem como elaborar uma desculpa para não desfrutar da intensidade da Sua graça sobre nós e não usufruirmos das bênçãos que foram conquistadas por Ele. Ele se fez gente para que pudéssemos um dia ser iguais a Ele. Coríntios 13:12. Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido”.


Essa manifestação da vida dEle para ser exemplo para as gerações nos dá garantias de que a vida Eterna é de direito daqueles que O recebem como Senhor e Salvador. Ele é a imagem do Deus Invisível, significa que sem essa revelação “imagem e semelhança” não teríamos como balizar nossa fé nem andarmos referenciados. Hoje, podemos dar qualquer desculpa das nossas fraquezas, ou dos argumentos no caráter, mas Ele é suficiente para nos colocar em sendas seguras, afinal Ele é o caminho. Ele se fez visível no mundo físico para nos tornarmos invisíveis no mundo espiritual, pois assim como Ele se fez semelhante a nós, nós nos tornaremos semelhante a Ele, tal como Ele é. “Vede quão grande amor nos tem concedido o Pai, que fôssemos chamados filhos de Deus. Por isso o mundo não nos conhece; porque não o conhece a ele. Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifestado o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele; porque assim como é o veremos.” (I João 3:1)


Renê Terra Nova

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram