Eliminando as preocupações



Às vezes, escutamos vozes externas que nos destroem e conservamos vozes internas que nos atormentam. Não estou falando de questões somente espirituais, mas de um desajuste psíquico. A “falsa igreja”, chamada de Jesus está administrando coisas horrendas (mas não falarei aqui, agora).


A ilegalidade está sofrendo ataques desonestos, e a mente da noiva está como que afetada, os discursos dos profetas atestam isso e a geração de novos profetas não tem chamado a responsabilidade do povo desta geração. Estamos temerosos, como se pecássemos se levantarmos a voz contra pecado, e se ofendêssemos se falarmos de santidade, e como que invasores se desejarmos tratar caráter destorcido. Virou uma “babilônia dos tempos atuais”. Líderes fazendo todo tipo de aliança, porém, no meio disso tudo, surgirá uma Igreja poderosa, sem mácula, sem ruga, sem contaminação. Esse é um tema digno de atenção para debatermos e até mesmo nos perguntarmos: “Essa Igreja vai herdar as promessas do Senhor, com tanta inadimplência profética?


Como vencer a preocupação e ser devolvidos na confiança?


1. Conversando menos com a alma e dando mais ouvidos ao Espírito


Quero dar um conselho a você: Pare de ficar ouvindo terceiros que não podem ajudá-lo; selecione criteriosamente quem e o que acessam sua mente. Podemos ser desconstruídos dos nossos valores e inserirmos conceitos que nos tornem humanistas. Algumas pessoas não merecem ficar na sua mente, ocupando o espaço da sua tranquilidade. Pessoas que não têm direção para as suas próprias vidas, não terão autoridade para dar direção a você. Mas fazemos isso com muita falta de responsabilidade. Exemplo: Como algum mal casado vai interferir no seu casamento? Com conceitos, somente isso. Como alguém que não tem célula vai ensinar você a conquistar? Como alguém que não tem os 12 vai lhe desatar você no princípio? A ficha caiu? É disso que eu falo. Seja criterioso em relação a quem você ouve para que seu sucesso seja ampliado. Também não fique ouvindo a voz dos seus pensamentos se eles são contrários à Palavra. Deus quer reconstruir você, levando-o a um outro nível de fé e de comprometimento com o Reino.


2. Confessando a Palavra


“Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade (PREOCUPAÇÕES), porque ele tem cuidado de vós. Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão bramando, buscando a quem possa tragar.” (I Pedro 5:7,8)


A preocupação atrai a fúria do inimigo para tragar a vida daqueles que se deixam ser perturbados por ele. Se vivermos preocupados, as trevas encontram uma oportunidade para nos vencer. Uma nuvem negra acompanha a mente dos preocupados. Mas se você quer viver sem perturbação (ou seja, saber administrar isso com êxito), precisa CONFESSAR A PALAVRA. Encontre os textos bíblicos favoráveis e seja um campeão na restruturação mental – repaginando sua mente para ver o sucesso que está desenhado para a sua vida. É como se você começasse a lapidar um diamante bruto, mas acreditando sempre que ficará perfeito.


Não existe nada mais poderoso do que uma mente saudável. Falar a palavra da fé traz esse abastecimento de conceitos novos e nos reprograma para termos a vida que sonhamos. “Mas que diz? A palavra está junto de ti, na tua boca e no teu coração; esta é a palavra da fé, que pregamos, a saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação. Porque a Escritura diz: Todo aquele que nele crer não será confundido.” (Romanos 10:8-11)


Renê Terra Nova

0 visualização
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

©2020 by Renê Terra Nova

Av. Coronel Teixeira, 5001, Ponta Negra, Manaus,

Amazonas - Brasil