top of page

JERUSALÉM É NOSSA FONTE - Parte 03


“Eu, porém, vos digo que de maneira nenhuma jureis; nem pelo céu, porque é o trono de Deus; Nem pela terra, porque é o escabelo de seus pés; nem por Jerusalém, porque é a cidade do grande Rei.” (Mateus 5:34,35)


Quem poderá negar que a Igreja tem sua impotência e é a Noiva do Cordeiro? Jesus morreu por ela e, por ela, ressuscitou; a Igreja reinará com Ele em glória, e isso não anulou a promessa que Deus fez para o Seu povo, Israel não saiu do cenário como alguns antissemitas afirmam, pois em um só dia todo Israel será salvo. “Porque não quero, irmãos, que ignoreis este segredo (para que não sejais sábios em vós mesmos): que o endurecimento veio em parte sobre Israel, até que a plenitude dos gentios haja entrado. E assim todo o Israel será salvo, como está escrito: De Sião virá o Libertador, e desviará de Jacó as impiedades.” (Romanos 11: 25,26). Afirmar que Israel está condenada é uma revelação de ignorância histórica teológica, na verdade, Israel é proprietária da promessa da eleição, e hoje, como Igreja, somos o que somos e temos o que temos porque não negamos Israel nem suas raízes. O Messias veio de lá e um dia todos voltaremos para lá. “Todas as ovelhas de Quedar se congregarão a ti; os carneiros de Nebaiote te servirão; com agrado subirão ao meu altar, e eu glorificarei a casa da minha glória. Quem são estes que vêm voando como nuvens, e como pombas às suas janelas?” (Isaías 60:7,8)


Jesus, como Judeu, não poderia dizer que a Igreja sairia de outra raiz, a não ser dEle, pois Ele negaria Sua própria identidade. Quando Jesus trouxe a ideia de gerar uma Igreja, não era fora dos Seus valores e de Suas bases, a Igreja tinha uma finalidade: Ser a Noiva do Messias que, por sua vez, era Judeu. Você lembra que Ele entregou para PEDRO (que era judeu) uma autoridade distinta para dar à IGREJA as chaves do Reino? Qual é o Rei que entrega as chaves do Reino a quem não se tem aliança e não seja do Reino? Israel é um Reino e o povo eleito por Deus, e a Igreja tem autoridade em reinar com Ele. Embora, tenham missões diferentes, ambos possuem um papel importante para a humanidade, Israel para ser testemunha do poder de Deus, e a Igreja para remir as nações da Terra. Porém, Jesus é o Messias de Israel e o Senhor e Redentor da Igreja.


A visão da Igreja e Israel é tão fascinante que alguns teólogos não conseguem ver essa aliança entre a da Igreja e Israel e Israel e a Igreja. Claro que não é fácil esse entendimento, mas como a Igreja recebeu de Jesus as chaves do Reino, ela tem por direito legal o poder de reinar. “E, chegando Jesus às partes de Cesareia de Filipe, interrogou os seus discípulos, dizendo: Quem dizem os homens ser o Filho do homem? E eles disseram: Uns, João o Batista; outros, Elias; e outros, Jeremias, ou um dos profetas. Disse-lhes ele: E vós, quem dizeis que eu sou? E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo. E Jesus, respondendo, disse-lhe: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque to não revelou a carne e o sangue, mas meu Pai, que está nos céus. E, também, eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela; E eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus. Então mandou aos seus discípulos que a ninguém dissessem que ele era Jesus o Cristo.” (Mateus 16:13-20)

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page