Jesus é a Graça do Evangelho


Quando penso no Evangelho da Graça, não consigo adicionar uma interpretação fora da Pessoa de Cristo. Se Jesus é o Senhor do Evangelho da Graça, por que alguns estão querendo colocar uma conta que não é do calvário? Qual? A de viver dissolutamente como se a conquista foi consignada. Jesus é o Senhor e sua Graça a é ação que me alcançou, me tirou do pecado e firmou meus pés sobre uma rocha. Os apologetas do assunto “graça” têm levado milhões de pessoas ao engano. Temos visto que um povo sem doutrina e faltoso de conhecimento do que seja realmente a Graça de Cristo tem enveredado por caminhos que depõem contra o ensino. Qual ensino? Do próprio Dono da Graça.


“E dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me. Porque, qualquer que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á; mas qualquer que, por amor de mim, perder a sua vida, a salvará. Porque, que aproveita ao homem granjear o mundo todo, perdendo-se ou prejudicando-se a si mesmo? Porque, qualquer que de mim e das minhas palavras se envergonhar, dele se envergonhará o Filho do homem, quando vier na sua glória, e na do Pai e dos santos anjos. E em verdade vos digo que, dos que aqui estão, alguns há que não provarão a morte até que vejam o reino de Deus.” (Lucas 9:23-27)