top of page

O DISCURSO BÍBLICO DA PROSPERIDADE - Parte 45


“Porque já sabeis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo que, sendo rico, por amor de vós se fez pobre; para que pela sua pobreza fôsseis ricos.” (2 Coríntios 8:9)


RACIOCINANDO A TEOLOGIA DA PROSPERIDADE


Você seguindo a visão de quem é Jesus como Rei, há uma curiosidade. O primeiro Adão, quando perdeu sua glória, destruindo sua vida e dos descendentes, ao sair do Éden, a primeira coisa que aconteceu no seu território foi que a terra deu abrolhos e espinhos; ficou amaldiçoada. Observe que Adão e Eva pisam em espinhos, consequência da maldição de ter ouvido uma voz estranha que os arrancou do lugar de conforto e muita provisão, um território de prosperidade. Quando você quebra princípio, perde território. Porém precisava que da semente da mulher nascesse UM que pisasse na cabeça da serpente (creio que você sabe da história do calcanhar ferido e da cabeça esmagada). Zombaram de Jesus, e os espinhos dos pés do primeiro Adão foram para a cabeça de Jesus, até para que a dor da perda do território pudesse ser registrada na mente. Ali, em Jesus, estava o primeiro Adão (eu e você), sendo oprimido na mente por termos quebrado o princípio. Se um espinho dói no calcanhar, o que não dizer de espinhos na cabeça? “Pilatos, pois, tomou então a Jesus, e o açoitou. E os soldados, tecendo uma coroa de espinhos, lha puseram sobre a cabeça, e lhe vestiram roupa de púrpura. E diziam: Salve, Rei dos Judeus. E davam-lhe bofetadas. Então Pilatos saiu outra vez fora, e disse-lhes: Eis aqui vo-lo trago fora, para que saibais que não acho nele crime algum.” (João 19:1-4)


Quem poderá contar a história de ser coroado com espinho, ou seja, de levar a maldição de um território sobre sua cabeça? Isso é extraordinário na questão de tomar lugar, pois na história da humanidade não foi repetido esse cenário. Ali se abriu uma jurisprudência para que o mundo espiritual reconhecesse Jesus como Rei, coroaram-nO, colocaram nEle o manto de púrpura – que é a túnica de autoridade, deram um caniço na Sua mão, sentaram-nO na cadeira de César, na fortaleza de Antônia, e Pilatos impetrou o decreto: “Está aí o Rei”, e disse: “Como eu escrevi vai ficar escrito”, e assim foi escrito. E isso foi em todos os idiomas da época, para que todos vissem e lessem o decreto: Ele é o Rei! “E, levando ele às costas a sua cruz, saiu para o lugar chamado Caveira, que em hebraico se chama Gólgota. Onde o crucificaram, e com ele outros dois, um de cada lado, e Jesus no meio. E Pilatos escreveu também um título, e pô-lo em cima da cruz; e nele estava escrito: JESUS NAZARENO, O REI DOS JUDEUS. E muitos dos judeus leram este título; porque o lugar onde Jesus estava crucificado era próximo da cidade; e estava escrito em hebraico, grego e latim.” (João 19:17-20). Uma proclamação no reino físico que repercutiu no mundo espiritual. Ele é o REI!


Agora Jesus poderia entrar nas trevas e requerer o direito de posse dos territórios, e expor ao ridículo os principados e potestades; tudo parecia uma zombaria fútil, mas era um propósito relevante. Ele nos comprou com aquele assinatura. “Havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz. E, despojando os principados e potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo.” (Colossenses 2:14,15)_. Tudo isso para que, como autoridade de Rei, pudesse mudar a história dos Seus filhos e rescrevesse o direito de entrada de volta nos territórios que foram entregues nas mãos de Satanás, pelo primeiro Adão. Na tentação de Jesus, o inimigo lembrou que todos os reinos estavam de posse dele, desde a queda do homem, e que entregaria a Jesus todos esses territórios se Ele se prostrasse, adorando-o, para que “Satanás” se tornasse rei dos céus e da terra. Jesus não aceita a proposta, vence a TENTAÇÃO e conquista os territórios, de forma legal no calvário. Naquele dia, Ele entrou no processo para se tornar legalmente Rei dos reis e Senhor dos senhores de todos nós. Esse processo foi concluído na ressureição. Ele é o Rei das nossas vidas. “Depois virá o fim, quando tiver entregado o reino a Deus, ao Pai, e quando houver aniquilado todo o império, e toda a potestade e força. Porque convém que reine até que haja posto a todos os inimigos debaixo de seus pés.” (1 Coríntios 15:24,25)

___


DEVOCIONAL JESUS, REI DE TODA TERRA


HONRA


Quando pratico a honra, faço exatamente o que Deus ordenou.


PIX: primiciasap@gmail.com

___


CONGRESSO INTERNACIONAL



___


M12


Uma visão de conquista de territórios para cumprir a missão e o _IDE_. #EuSouM12

___


FESTA DOS TABERNÁCULOS


Procure uma dessas AGÊNCIAS: Gaditas (19) 98167-1921, Viagem Perfeita (31) 99314-0201, Gurion (51) 99299-3707, Moriah (21) 98397-5452, Adventure (71) 98232-1693 e LINSÔAH (11) 96428-9293.


Renê Terra Nova

34 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page