O Evangelho da Graça


Introdução


“Mas de nada faço questão, nem tenho a minha vida por preciosa, contanto que cumpra com alegria a minha carreira, e o ministério que recebi do Senhor Jesus, para dar testemunho do evangelho da graça de Deus.” (Atos 20:24)


Quem nasceu de novo sem o Evangelho da Graça? Todos que são do Reino são conhecedores da Graça de Jesus. Me vi, quando adolescente, cantando: Graça tão maravilhosa, graça de Jesus. Maravilhosa graça, maior que o meu pecar. Como poder cantá-la? Como hei de começar? Pois alivia a alma, e vivo em toda a calma pela maravilhosa graça de Jesus. Graça, quão maravilhosa graça, como o firmamento é sem fim é maravilhosa, é tão grandiosa, tão sublime e doce para mim. É maior que a minha vida inútil. É maior que o meu pecado vil. O nome de Jesus engrandecei e glória dai como… Olha a teologia dessa música confirmada na Palavra. Então, que novidade há em se anunciar o Evangelho da Graça? Colocaram fermento no Evangelho do Reino e essa geração está inchada. A graça do Reino é a mesma para todas as gerações, a “graça” do século é a mesma nas gerações perversas que precisava do favor do Céu. Paulo j