O Evangelho da Graça e o compromisso com a Geração


O Evangelho da Graça não é uma concessão para uma vida sem compromisso, pelo contrário é o compromisso com a vida. Muitos estão entendendo a Graça como uma carta de alforria, que estavam em cativeiro e agora podem fazer o que desejam. Quem verdadeiramente nasceu de novo desenvolve alguns níveis de respeito: O autorrespeito, o respeito com o próximo, o respeito familiar e, claro, o respeito com Deus. Não existe possibilidade de se interpretar Graça sem calvário e calvário sem dor. Sei que Jesus tomou o lugar de todos e, claro, responsabilizou a minha parte na direção dEle. Pertencer ao Reino não é desenvolver regras, mas viver princípios. Às vezes, nos pegamos em algumas condutas que dobramos a guarda para não inserimos em pecados nem em argumentos que comprometam nosso bom testemunho e deponha contra tudo que nós pregamos. Estamos precisando de mais morte da carne e vida no espírito.


“Porque, se