top of page

O Evangelho de Cristo, e a esperança da Glória


Não estamos falando de qualquer Evangelho, estamos respaldados na legalidade de quem nasceu corretamente, viveu corretamente, morreu corretamente, ressuscitou corretamente, foi assunto ao Céu corretamente e voltará corretamente. Esse Cristo fascinante, nos incumbiu de uma missão, indo e levando o Seu Evangelho a toda criatura. O que isso significa? Que essa chamada que queima em nós não é de desejo próprio. Ele opera em nós.


“Porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade. Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas; para que sejais irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis, no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo; retendo a palavra da vida, para que no dia de Cristo possa gloriar-me de não ter corrido em vão nem trabalhado em vão. E, ainda que seja oferecido por libação sobre o sacrifício e serviço da vossa fé, folgo e me regozijo com todos vós. E vós também regozijai-vos e alegrai-vos comigo por isto mesmo.” (Filipenses 2:13-18)


Muitos de nós que fazemos uma missão pensamos que estamos indo na força do braço, na vontade primeiro, no código da gratidão, ou até mesmo porque estamos sendo estimulados. Não! Há um poder que opera em nós, que nos comissiona para coisas grandes e poderosas, e nos impele a ir em lugares que nós não faríamos na força do braço, mas seríamos conduzidos na força do Espírito Santo.


“Mas recebereis o poder do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria, e até aos confins da terra.” (Atos dos Apóstolos 1:8). É isso mesmo: Há um poder libertador que nos faz ir e realizar coisas que os comuns jamais fariam, é o poder do Evangelho de Cristo que transforma o inveterado pecador em uma nova pessoa e dá a oportunidade de sermos seus embaixadores nas geografias onde vivemos. Que Evangelho poderoso!


Cristo em nós, a esperança da glória. Podemos interpretar essa glória como eternidade? Sim, claro! Podemos interpretar como a herança do salvo, e o é, mas a etimologia da palavra é para que possamos ver quem está em nós? A esperança da glória que levamos para outros e não a que seremos lavados para lá, você entende essa verdade. Somos mensageiros da maior verdade, a mensagem que liberta, cura e restaura esse pecador. Você é testemunha dessa verdade.


Então, esperançar as pessoas com esse Evangelho libertador é uma das maiores dádivas que possuímos e, ao mesmo tempo, a maior responsabilidade que recebemos. Alguém aqui na Terra dos mortais está sendo transporte da glória do Imortal. Cristo em nós, a esperança da glória, nos mostra que se nós levarmos esse Evangelho, a glória do Pai vai estar em todas os territórios por onde passarmos, porém o que é mais poderoso é que estaremos colocando Cristo na geografia da alma de cada indivíduo. Somos o transporte do Evangelho de Cristo e plantaremos a esperança da glória em cada pessoa que passa pela nossa história.


Renê Terra Nova

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page