top of page

O EVANGELHO E O REINO DOS CÉUS (Parte 2)

Atualizado: 9 de set. de 2022




“O Reino dos céus assemelha-se a um tesouro escondido no campo. Certo homem, tendo-o encontrado, escondeu-o novamente. Então, transbordando de alegria, vai, vende tudo o que tem, e compra aquele terreno. A pérola de grande valor.” (Mateus 13:44)


Nos ensinos de Jesus, ministrando sobre o Evangelho do Reino do Céus, Ele nos mostra como selecionar coisas boas de coisas ruins. Isso é como uma instrução de ouro que não aprendemos em qualquer faculdade. Pois, na vida, o que mais temos dificuldade é de selecionar pessoas e coisas do nosso histórico. Imagine alguém arrumando um guarda-roupas e tirando os excessos, já é difícil, agora imagine você tirar pessoas que não agregam no seu crescimento e, na verdade, paralisam você? Aí que a tarefa dobra sua ação. Então, aqui, nestes dias, teremos lições valorosas, em que vamos treinar nosso caráter e andar sem cargas, como no Aliviando a Bagagem, de John Maxwell. O que Jesus também ensina? Não podemos entrar no Reino do Céus mantendo a cultura de um reino comum. Para isso, vamos precisar passar por um treinamento e nos amoldar na proposta que o Rei do Reino nos ministra, e não é opcional, já faz parte da nova natureza que possuímos. Não somos daqui! “Respondeu Jesus: O meu reino não é deste mundo; se o meu reino fosse deste mundo, pelejariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é daqui.” (João 18:36)


Quem anunciou essa grande e boa notícia do Reino foi Jesus. Trabalhando em parábolas, Ele ilustra como é o Reino dos Céus, e como podemos entender melhor a grandeza da Sua mensagem. O Reino dos Céus é semelhante a um TESOURO escondido no campo. O que significa isso? Quantas lições poderemos encontrar aqui? Que alguém, para encontrar um tesouro escondido, precisa procurar; não é um encontrar acidental, é uma busca constante, para isso, alguém pesquisou, foi a fundo e encontrou esse tesouro escondido. Qual a reação em encontrar um tesouro? Nós temos experiências na vida em achar algumas coisas perdidas por aí, não é verdade? Mas, aqui, é um tesouro de uma pérola. Essa parábola é ilustrada por Jesus como: A PÉROLA DO REINO. Esse homem, depois que encontrou, criou a estratégia para possuí-la, porque não era algo que pertencia a ele, mas ele desejou tê-la, sem precisar violentar princípios. A palavra que Jesus utilizou para definir o “Reino dos Céus” não é algo evidente, precisa ser descoberto e precisamos de tempo para encontrá-lo. As pessoas entram no Reino e ignoram seus rituais de honra, por isso, não acessam aos lugares mais nobres. Não que o calvário não nos dê esse direito, mas muitos não desfrutam do que a Palavra ensina.


A responsabilidade de encontrar um tesouro e valorizá-lo é nossa. Muitas vezes, somos nós mesmos que enterramos esse tesouro que o Senhor nos dá a graça de encontrar, como A Parábola dos Talentos, ou fazemos multiplicar ou enterramos. Como podemos enterrar nossos tesouros? Com os ‘afazeres’ e valores invertidos, quando todos os dias nossa infuncionalidade paralisa a valorização dos tesouros que temos. Agora quero lembrar que o tesouro do Reino é um tesouro que faz mudar tudo e, claro, nos faz cidadão do Reino, não com qualquer vida. Você sabe o que acontecia quando alguém achava um tesouro? A pessoa entregava para o Reino, e o rei recompensava com a maior parte, para que fosse legalizado, e a pessoa passava a ser um nobre naquela geografia. Ele era visto assim: “Olha o homem do tesouro!”. Você lembra o que Jesus disse: “Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo.” (Mateus 25:34)

47 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page