top of page

O EVANGELHO E O REINO DOS CÉUS (Parte 6)


“O Reino dos céus assemelha-se a um tesouro escondido no campo. Certo homem, tendo-o encontrado, escondeu-o novamente. Então, transbordando de alegria, vai, vende tudo o que tem, e compra aquele terreno. A pérola de grande valor.” (Mateus 13:44)


Quem não almeja o Reino dos Céus? Mas o que devemos fazer para alcançá-lo? Você poderá me responder: “Jesus já conquistou no calvário para mim”. Verdade! Mas você está isento de cumprir os princípios? Claro que não! Você sabe o que Ele disse? “Aquele que for fiel até o FIM, é esse que será salvo”. Não que seja condicional, mas você sabe que quem é do Reino manterá a cultura de um filho do Rei, e se as perseguições vierem o Reino não será negociado, e não deixaremos de ser filho. “E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará. Mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo. E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim.” (Mateus 24:11-14). Quando eu vejo que esse é um ensino de Jesus, dobro a guarda e acendo o alerta para que meus pés não vacilem na proposta do Reino, e não seja negociado o tesouro que eu encontrei, Jesus.


Muitos criam suas hermenêuticas e se deliciam com suas mentiras, são promotores de doutrinas para justificarem pecado e manterem uma vida dupla no Reino, mas se eu sigo a Constituição do Rei, claro que minha conduta jamais contrariará a doutrina do Senhor. Como não temos visão sobre o Reino, às vezes, qualquer doutrina se adapta aos sistemas onde vivemos, mas quando você entende que o Reino que Jesus trouxe não é deste mundo e que daqui não somos, gerar uma curiosidade em fazer perguntas como: “Que Reino é esse?! Como ele funciona? Quais são os princípios que devo seguir?”. Na verdade, é o que Ele diz na oração que nos ensinou: “Venha o Teu Reino para que a Tua vontade, que é feita lá no Reino, essa mesma vontade seja feita aqui na Terra”. – Parafraseando. Não é o que quero nem como quero, é como a Lei do Rei diz. _“Respondeu Jesus: O meu reino não é deste mundo; se o meu reino fosse deste mundo, pelejariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é daqui.” (João 18:36)


O Reino dos Céus tem valor, e esse valor é dado pelo Rei e por aqueles que estão no Reino. Se alguém não valoriza o Reino, com certeza, não faz parte dele, está nele, mas não é dele. É possível você estar em uma geografia e não ser pertencente dela, mas estar inserido nela. Os que são do Reino têm as caraterísticas do Reino. Exemplo: Linguagem, condutas, valores e padrões que o Reino instituiu. Se queremos viver a dimensão do Reino que nos foi apresentado não podemos ter caminhos que deponham contra a verdade do Rei. O problema é que não fomos ensinados sobre o Reino de Deus, pois “nunca” vivemos em uma monarquia, e olha que chamamos as pessoas de príncipes e princesas; na verdade, estamos copiando uma cultura que nunca experimentamos. Quando nosso entendimento for alargado sobre o benefício de viver na monarquia do REI, não negociaremos quem somos nem colocaremos em xeque o que temos. Deus tem sido bom conosco, mesmo nós estando distantes do entendimento da Sua Palavra sobre Reino, Ele tem nos favorecido e estamos supridos das nossas necessidades. Vamos viver como filhos do Rei, aí muitas demandas serão extirpadas das nossas vidas.

28 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page