Uma Graça que nos compromete


O que mais poderia marcar uma pessoa para entender o processo de vida eterna começando aqui na terra? O plano da Graça. A Graça foi tão bem pensada no céu que até mesmo os religiosos que são beneficiados dela não entendem o tamanho da graciosidade de Deus. Porém, a Graça é para todos! Isso é fantástico, a Graça pertence a todos, todos que receberam Jesus como Senhor e vivem o padrão da vida que a Bíblia nos ministra que é possível de se viver. Deus nunca nos pediria algo que não pudéssemos fazer. Porém, nós sabemos que muitos ensinam sobre a GRAÇA, mas com cláusulas incondicionais para servir a Jesus. Claro que a Graça é completa, e que o calvário não ficou devendo nada a ninguém.


O que vemos, é que algumas pessoas estão usando a Graça como título e não como a visão de Deus para transformação de pessoas. Ainda que alguns entendam que a Graça não precisa de mais nada para sobrevivermos, os ensinos ministrados por Jesus são claros em relação ao processo de crescimento espiritual e a Graça nos leva a esse entendimento. Tomar o discurso da Graça para tornar vida fácil é viável, sim é possível, mas usar a Graça para alimentar carnalidades é uma das aberrações mais assustadoras que possamos entender dentro da verdade das Escrituras. Estão falando da Graça como se fosse a novidade do século, mas se esquecem que a Igreja Primitiva começou a ter problemas quando inseriram comportamentos que a Graça virou desculpa e não compromisso com o Rei e Reino.