top of page

UMA IGREJA NO MOVER DO ESPÍRITO SANTO - Parte 29



“Quem vive segundo a carne tem a mente voltada para o que a carne deseja; mas quem vive de acordo com o Espírito, tem a mente voltada para o que o Espírito deseja. A mentalidade da carne é morte, mas a mentalidade do Espírito é vida e paz.” (Romanos 8:5,6)



Qual foi a decisão de Abrão? “E disse Abrão a Ló: Ora, não haja contenda entre mim e ti, e entre os meus pastores e os teus pastores, porque somos irmãos. Não está toda a terra diante de ti? Eia, pois, aparta-te de mim; e se escolheres a esquerda, irei para a direita; e se a direita escolheres, eu irei para a esquerda. E levantou Ló os seus olhos, e viu toda a campina do Jordão, que era toda bem regada, antes do SENHOR ter destruído Sodoma e Gomorra, e era como o jardim do SENHOR, como a terra do Egito, quando se entra em Zoar. Então Ló escolheu para si toda a campina do Jordão, e partiu Ló para o oriente, e apartaram-se um do outro. Habitou Abrão na terra de Canaã e Ló habitou nas cidades da campina, e armou as suas tendas até Sodoma. Ora, eram maus os homens de Sodoma, e grandes pecadores contra o SENHOR.” (Gênesis 13:8-13). Agora, observe a diferença entre a escolha de Ló e a escolha de Abrão: Um foi para o campo dos homens maus e outro para o campo da prosperidade (Carvalhais de Manre).


Em Ló, tudo estava no campo da alma, numa visão periférica, na escolha humana; um engano temporário. Seu campo bonito virou um lugar feio, e se não fosse Abrão, ele, a mulher e as filhas teriam morrido debaixo de fogo, saraivas e enxofre. Ló perdeu tudo, até a família. Em Abrão, já estava sendo trabalhada a fé, e o Senhor estendeu sua tenda dos Carvalhais de Manre até Jerusalém, a cidade da paz, onde ele faz o pacto com Melquesideque e explode a prosperidade na vida dele. E mesmo uma guerra provocada para tentar destrui-lo, fê-lo mais poderoso do que era antes.


“E Melquisedeque, rei de Salém, trouxe pão e vinho; e era este sacerdote do Deus Altíssimo. E abençoou-o, e disse: Bendito seja Abrão pelo Deus Altíssimo, o Possuidor dos céus e da terra; E bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou os teus inimigos nas tuas mãos. E Abrão deu-lhe o dízimo de tudo. E o rei de Sodoma disse a Abrão: Dá-me a mim as pessoas, e os bens toma para ti. Abrão, porém, disse ao rei de Sodoma: Levantei minha mão ao SENHOR, o Deus Altíssimo, o Possuidor dos céus e da terra, Jurando que desde um fio até à correia de um sapato, não tomarei coisa alguma de tudo o que é teu; para que não digas: Eu enriqueci a Abrão; Salvo tão somente o que os jovens comeram, e a parte que toca aos homens que comigo foram, Aner, Escol e Manre; estes que tomem a sua parte.” (Gênesis 14:18-24)


Quem negará que Abrão não era escolhido e que o Espírito de Deus não estava nele? Quem teve mais experiências do que ele no campo da fé e nas ações do Espírito. Porém, fica aqui a lição de que enquanto não formos trabalhados seremos apenas uma ‘proposta’ e não ‘o propósito’. Enquanto ele era Abrão, incorreu em muitos erros, pois estava lidando com a introdução da fé, e antes dele, não havia em quem se espelhar, diferente de nós que temos muitos modelos para nos colocar em lugares mais assertivos.


Abrão passou por momentos difíceis até Deus mudar sua IDENTIDADE. Ele mentia, negociava a esposa e omitia sua vida profética, até Deus denunciá-lo. Existe um dia na agenda divina que o próprio Deus nos expõe para que nosso caráter seja moldado, se não houver oportuno arrependimento. Não pense que por ter o Espírito de Deus na sua vida, você não incorrerá em erros. E saiba que diante dos erros, você será repreendido pelo Senhor.


Depois que Deus ajusta nossa nova identidade, Ele não aceita reincidência de caráter malformado, verdade é que sobre Abrão, Deus o chama de mentiroso. É possível ser um profeta, homem de Deus, cheio do Espírito Santo e errar quando o caráter não está tratado (Gênesis 20:7).


42 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page