top of page

UMA IGREJA NO MOVER DO ESPÍRITO SANTO - Parte 36

“... Não por força nem por violência, mas sim pelo meu Espírito, diz o SENHOR dos Exércitos.” (Zacarias 4:6)


O nível de batalha que Abraão sofreu está relacionado à resistência a principados, pois o rei contra o qual Abraão lutou era considerado uma entidade maligna. “Que estes fizeram guerra a Bera, rei de Sodoma, a Birsa, rei de Gomorra, a Sinabe, rei de Admá, e a Semeber, rei de Zeboim, e ao rei de Belá (esta é Zoar). Todos estes se ajuntaram no vale de Sidim (que é o Mar Salgado). Doze anos haviam servido a Quedorlaomer, mas ao décimo terceiro ano rebelaram-se.” (Gênesis 14:2-4). Veja este texto histórico que mostra Quedorlaomer como uma entidade maligna: “Quedorlaomer é uma transliteração do composto elamita Cudur-Lagamar, que significa “servo de Lagamaru” – uma referência a uma entidade maligna considerada um deus. Lagamaru é uma divindade elamita, cuja existência foi mencionada por Assurbanípal”.


Vemos que para além de um poder monárquico havia uma ingerência de trevas que paralisava o povo; 12 anos escravos de um principado. O objetivo era frear a chamada profética de Abraão. Se você não estiver atento ao mundo espiritual, será vencido sem perceber que os principados cercam de maneira sútil para impossibilitar o avanço da visão de Deus nos territórios. Qualquer desatenção no mundo espiritual poderá atrapalhar as conquistas que estão inseridas na promessa. Mais que nunca, atualmente, com tantas mentes guiadas por ideologias, se não ficarmos atentos, sofreremos emboscadas de inimigos, e até na nossa casa teremos visitações que jamais imaginávamos experimentar.


O mundo espiritual é mais real do que o mundo físico, pois a influência das trevas tem plugado a mente humana para que os conceitos de Satanás manipulem a sociedade.

Como vamos vencer? Hoje, nossa ferramenta e arma de guerra é a busca incessante ao Espírito de Deus para que não fique nenhuma brecha na nossa vida, e possamos vencer o dia mal, pois a ativação espiritual é necessária para que o discernimento de Espírito esteja dentro do nosso escopo de batalhas espirituais.


“Amados, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo. Nisto conhecereis o Espírito de Deus: Todo o espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus; E todo o espírito que não confessa que Jesus Cristo veio em carne não é de Deus; mas este é o espírito do anticristo, do qual já ouvistes que há de vir, e eis que já agora está no mundo. Filhinhos, sois de Deus, e já os tendes vencido; porque maior é o que está em vós do que o que está no mundo. Do mundo são, por isso falam do mundo, e o mundo os ouve. Nós somos de Deus; aquele que conhece a Deus ouve-nos; aquele que não é de Deus não nos ouve. Nisto conhecemos nós o espírito da verdade e o espírito do erro.” (1 João 4:1-6)


8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page