Uma mesa de FÉ


(Falarei um pouco da minha intimidade)

Quando eu me lembro da história de Israel, que eles ao redor da mesa tomaram a maior decisão de FÉ da história bíblica – cruzar deserto para entrar em Canaã, penso que o processo foi doloroso e que a conquista foi gloriosa.


Não tem como ser uma família de Deus e isentar a fé na mesa da casa. Confesso que meu velho pai não era crente à época da nossa infância, mas era um homem cheio de FÉ, que nos ensinava a sonhar; era um contador de história. Às vezes, me pego saudoso e sorrindo com as “estórias” do meu velho pai nos estimulando a sonhar. Era leitor de livros filosóficos e admirador das Escrituras Sagradas (Livro de Eclesiastes). Lembro dele citando Provérbios de Salomão e as frases em latim para despertar nossa fé e estimular nossos sonhos para sermos trabalhadores. “E há de ser que, depois derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões. E também sobre os servos e sobre as servas naqueles dias derramarei o meu Espírito.” (Joel 2:28,29)


Reafirmo: Meu velho pai nem era crente, nascido de novo à época, mas já sinalizava que seria um homem extraordinário se tivesse se convertido na juventude. Nos impactou e criou memórias fabulosas em cada um de nós. Uma delas: Todos somos apaixonados por pássaros e temos admirações pela natureza. Quem nos ensinou? Nosso pai! Onde? À mesa da nossa casa. Outra coisa que para nós é importantíssimo é comer JACA pela manhã. Amamos! E até brincamos nos grupos da família: “Cadê a jaca gostosa?” – Uma frase criada por um dos nossos irmãos, o Vladimir.


Bem, as memórias são criadas à mesa. Mas aqui está relacionada à FÉ que pode ser plantada. Para alguns pode ser interpretado como linguagem positiva, alto autoestima, crenças do possível, ou espirituoso. Porém, conhecendo a teologia, é um exemplo de fé que nos projeta para um sucesso que estava no inconsciente, ou seja, no depósito da fé.


Nossa mesa precisa cuidar com as sementes que são lançadas, pois os nossos filhos nos modelam. Se tivermos uma MESA que comunique fé, sairemos na linha de frente e formaremos uma geração ousada que não terá dificuldade em avançar para as conquistas. Todos nós podemos fazer isso. Eu acredito que muito da minha impetuosidade, foi sabendo ler o comportamento da nossa MESA. Um dia, eu vi uma ação de FÉ do meu pai que me impressionou. Ele se levantou da mesa e disse: “Esse problema será resolvido hoje!”. Saiu e foi ao trabalho. Quando voltava para casa, minha mãe disse: “Seu pai está chegando e, com certeza, voltou com o problema resolvido”. E foi exatamente como ele disse. Isso me marcou e acrescentou a minha fé!


Eu acredito que somos resposta do que recebemos, vemos e ouvimos, sendo testemunhas à mesa da nossa casa. Se você parar por um minuto e refletir experiências positivas na sua casa, qual a mais poderosa? Precisamos ser exemplos de fé para aqueles que, mesmo no silêncio, nos modelam, e ser uma inspiração que dará segurança à geração que nos observa.


Renê Terra Nova

79 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram