A Doutrina do Evangelho e a Doutrina de Cristo (Parte 16)



“Todo aquele que prevarica, e não persevera na doutrina de Cristo, não tem a Deus.” (II João 1:9)


Você que está acompanhando esta série sabe que estamos em uma batalha espiritual horrenda, em que a intenção dos nossos inimigos é demolir a doutrina judaico cristã e o fundamento Da doutrina de Cristo em meio social, daqueles que já foram alcançados pela cruz. A Igreja, por ser uma sociedade em base bíblica onde os princípios são inegociáveis tem sido alvo dos mísseis dos adversários. O curioso é como muitas pessoas, que estão correndo na mesma rota no mundo, se esqueceram da ordem que aquele que ama o mundo o amor do pai não está nele.


“Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo. E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre.” (I João 2:15-17)


Nessa guerra desonesta, quando estamos perdendo território? Na falta da Doutrina de Cristo no caráter da Igreja. Os mestres saudáveis sumiram e os aventureiros apareceram. Muitos se deixam ser seduzidos e levados por qualquer vento de doutrina, impressionados com a mídia digital; alguns não questionam fontes nem origem e, de uma forma sorrateira, o adversário rouba a vida espiritual de alguns. As culturas pagãs e infiltrações de conceitos mundanos têm pervertido a mente dos fiéis. Deixo claro que esse discurso do mundo não está afetando somente os jovens, mas principalmente TODOS que estão letárgicos e ocuparam suas mentes com o príncipe desse mundo, que continua, insistentemente, querendo roubar a graça que nos alcançou.


“Em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência; entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também. Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou, estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos).” (Efésios 2:2-5)


Como vamos fugir disso? Blindados na Doutrina de Cristo, que tem fundamento apostólico. Não existe escapatória para Igreja nem para os que são consagrados ao Senhor Jesus, se não for a bandeira central para hastear no mundo espiritual e o escudo para blindar nossa fé nas geografias onde vivemos. Cristo em nós, esperança da glória. Você que é nascido de novo, sabe que no alimento espiritual adequado, estaremos prontos para enfrentar as astutas ciladas de Satanás; e arregimentados e alinhados, estaremos prontos para vencer em resistência com todas as falácias das trevas. Um povo armado de fé jamais será vencido pelo inimigo. Vamos usar as armas corretas e demolir as obras de Satanás. Estamos em batalha? Sim! Mas, a Doutrina de Cristo subsistirá.


“No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo. Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes. Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça; e calçados os pés na preparação do evangelho da paz; tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos, e por mim; para que me seja dada, no abrir da minha boca, a palavra com confiança, para fazer notório o mistério do Evangelho.” (Efésios 6:10-19)


Renê Terra Nova

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo