top of page

A PROSPERIDADE DO REINO - Parte 17


“Dar-te-ei os tesouros escondidos, e as riquezas encobertas, para que saibas que eu sou o SENHOR, o Deus de Israel, que te chama pelo teu nome.” (Isaías 45:3)


Olha que promessa maravilhosa. “As riquezas dessa terra lhes darei, e lhes abrirei os tesouros escondidos, para que possam experimentar as riquezas do Senhor.” (Isaías 45:3). Bem, foi provocativo começar esta devocional assim, pois o versículo fala exatamente isso. As Igrejas, se tivessem recebido essa revelação antes, muita coisa estaria resolvida em muitas geografias. Foi provado que governos não erradicam pobreza, mas a Igreja, com a visão do Reino, tem essa competência, pois a libertação das mentes, através do ensino da Palavra, prospera as pessoas e dá oportunidade de romperem com suas mediocridades. Eu sou uma testemunha viva disso! Vivia em uma geografia de limites financeiros e nunca fomos estimulados a mudar de vida, quando o Evangelho do Reino entrou em mim, e minha mente ampliou, rompi com os dogmas romanos que existiam, provenientes da cultura da casa e dos ensinos do Catolicismo na nossa educação. Aí chega uma palavra de promessa neste nível: “Eu lhe darei tesouros escondidos, riquezas guardadas em lugares secretos a fim de que você saiba que eu sou o SENHOR, o Deus de Israel, que o chama pelo nome.” (Isaías 45:3)


O que mais precisamos a não ser o ensino da Palavra? Se nós, que somos líderes que possuímos essa mente extraordinária não ousarmos experimentá-la, e após a experiência não levarmos o povo a esse nível de libertação, quem mais poderá fazê-lo? Claro que a finalidade do ensino bíblico é o bem-estar espiritual das pessoas, mas manter o povo em miséria é contrariar a promessa que o próprio Deus deu ao Seu povo. Jesus veio do Seu Reino, onde não há escassez, e, na verdade, tudo que temos provém de lá, segundo Tiago 1:12-17. Jesus não teve problema de falar da grandeza do seu Pai, o Rei da glória, e prometeu casas para todos que estivessem nEle (João 14). Quando Ele veio à Terra, a Palavra diz que Se despiu da Sua glória para assumir meu lugar de pobreza, para que, por intermédio da Sua pobreza, eu me tornasse rico. “Porque já sabeis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo que, sendo rico, por amor de vós se fez pobre; para que pela sua pobreza enriquecêsseis. E nisto dou o meu parecer; pois isto convém a vós que, desde o ano passado, começastes; e não foi só praticar, mas também querer. Agora, porém, completai também o já começado, para que, assim como houve a prontidão de vontade, haja também o cumprimento, segundo o que tendes. Porque, se há prontidão de vontade, será aceita segundo o que qualquer tem, e não segundo o que não tem. Mas, não digo isto para que os outros tenham alívio, e vós opressão, mas para igualdade; neste tempo presente, a vossa abundância supra a falta dos outros, para que também a sua abundância supra a vossa falta, e haja igualdade; como está escrito: O que muito colheu não teve demais; e o que pouco, não teve de menos.” (2 Coríntios 8:9-15)


Paulo ministra às Igrejas daquela época que não tinham limitação em dar, a exemplo da Igreja de Jerusalém que semeava TUDO, desde as propriedades grandes às coisas menores, pois havia um mover de abundância. Claro que precisava orientar o povo, pois debaixo do ânimo novo eles eram exageradamente semeadores. Hoje, vemos que a falta do ensino prende o povo na escassez, e o ensino é fundamental, até mesmo para que a Igreja tenha essa visão de abundância, seja mais ousada, a exemplo dos judeus que partem para cima, vão à luta, governam os territórios e ampliam suas riquezas. Por que? Porque seus líderes não são pobres, e sabem que riqueza atrai riqueza, e eles seguem a Torah, que é a parte da Bíblia na Primeira Aliança, e por serem práticos são prósperos. Entendeu? A Igreja fica intimidada por causa das críticas e paralisa a prosperidade do seu povo. Mas a unção de desatar essa gente está no líder. Se o líder não tiver, o povo não prospera. Você entende que parte da liderança precisa experimentar isso? Se voltarmos ao ensino e promovermos essa bênção de entendimento aberto, mostraremos que na aliança em Jesus estamos prósperos nos três níveis: Espiritual, emocional e físico. Estamos salvos, esse é nosso maior bem, porém se buscarmos o Reino e a justiça do Reino TODAS as outras coisas nos serão acrescentadas. “Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.” (Mateus 6:33)

___


DEVOCIONAL JESUS, REI DE TODA TERRA


HONRA


A prosperidade é o legado de quem cumpre princípio. Quem é rico e não obedece aos preceitos é pobre.


Gratidão por ser esse homem de honra!


PIX: primiciasap@gmail.com

___



M12


Sou feliz por Deus ter permitido que essa estratégia nos alcançasse. Obrigado Deus! #EusouM12

___


PORTO SEGURO


Hoje nossa esquipe está em PORTO, se preparando para o Congresso Profético mais esperado. Você já fez sua inscrição? https://www.mironline.com.br/resgatedanacao2023

___


Israel


Essas são as agências credenciadas e por elas levaremos nosso povo a Israel, pois são fiéis a Deus, à ICEJ e ao CITY. Gaditas (19) 98167-1921, Viagem Perfeita (31) 99314-0201, Gurion (51) 99299- 3707, Moriah (21) 98397-5452, Adventure (71) 98232-1693 e LINSÔAH (11) 96428-9293. Agradeço por nos honrar!

___


IMPORTANTÍSSIMO

Os demais Congressos estão no SITE DO MIR!


Renê Terra Nova

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page