©2020 by Renê Terra Nova

Av. Coronel Teixeira, 5001, Ponta Negra, Manaus,

Amazonas - Brasil

A quem eu sirvo? E por que tanta exigência?


“Porque, persuado eu agora a homens ou a Deus? Ou procuro agradar a homens? Porque se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo.” (Gálatas 1:10)


Estamos precisando de muita Cruz no nosso caráter. A escola da vida ainda não nos ensinou como devemos nos comportar. Uns estão caminhando a tanto tempo com Jesus, outros a menos tempo, e parece que independente do tempo, ainda não sabemos como nos comportar. Ficamos correndo de um lado para outro, querendo agradar quem não morreu por nós. Nada relacionado à honra ao líder, ao entendimento de submissão, ou até mesmo à admiração.


Mas, servimos a pessoas querendo uma recompensa que elas não podem dar, porque foge da competência humana fazer coisas que só os Céus podem responder. Porém, nós que estamos em campo de liderança, observamos exigências, por parte de alguns, e expectativas, por parte de outros, que jamais poderemos suprir.


Ser SERVO de Cristo é muita honra, mas não nos dá o direito de querermos roubar o lugar d'Ele. Como assim? Com esses préstimos exagerados que alguns querem fazer na direção de outros.


Certo dia, morreu um discípulo que eu amava muito, e a família me aguardava para o cerimonial, mas eu jamais imaginaria o que estava acontecendo. Chegando lá, todos estavam de forma esquisita em volta do caixão; correndo na minha direção, um membro da família disse:


“Estávamos esperando o senhor para ressuscitar seu discípulo”. Eu não sabia o que dizer! Colocaram uma carga que não era minha, uma responsabilidade que não me pertencia, principalmente pela maneira como a pessoa faleceu e como estava o corpo. É dessas responsabilidades que eu estou falando, algo que está para além das nossas forças. Líderes e pessoas levam a vida de Jesus, mas não são o Messias.


A visão de agradar a homens não está relacionada com o sistema de honra; essa atmosfera de cuidar uns dos outros é responsabilidade de quem sabe SERVIR. É exatamente um entendimento de que na visão de avançar para Deus, debaixo dos princípios, não podemos negar a essência do Evangelho.


No texto de Gálatas 1:10, Paulo exorta a Igreja para sair das rotas confusas, mergulhar na essência do Evangelho e ignorar até mesmo um anjo que venha pregar um outro evangelho que não seja do Cristo, que foi morto e ressuscitou dente os mortos, para agradar as gerações que vivem perversamente. Se isso acontecer, negamos a natureza de servos. “Porque, persuado eu agora a homens ou a Deus? Ou procuro agradar a homens? Porque se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo.” (Gálatas 1:10)


Renê Terra Nova

5 visualizações
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram