A Tua Graça me basta


“E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo.” (II Coríntios 12:9)


Quando você para e imagina o incomensurável amor de Deus, o que mais toca você? Por certo você vai dizer: A GRAÇA! E é verdade. A Graça nos constrange. Um dia, o Apóstolo Paulo, na sua intimidade com Deus, pediu para ser removido um problema na sua vida, problema esse que o atormentava. Em nada é diferente de nós, homens e mulheres de Deus, possuidores de fraquezas. E por desejarmos ser perfeitos, buscamos em Deus as saídas até para uma vida de santidade mais aprovada, e podemos ouvir um não de Deus.


“E, para que não me exaltasse pela excelência das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de não me exaltar. Acerca do qual três vezes orei ao Senhor para que se desviasse de mim. E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo. Por iss