Ele nos Elegeu (4)


João 10:10. O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância


Rompendo as prisões da alma


Fortalezas são colocadas na nossa mente ao longo dos anos. Às vezes, estamos presos e nem sabemos. Não existe tortura maior do que um ser humano estar com grades na mente, algemas na alma e grilhões no entendimento. Os ‘falsos livres’ são os mais encarcerados. Quando Jesus nos fez o convite da vida abundante, não era uma retórica, era e é uma verdade. Ou nós receberíamos a vida extraordinária ou ficaríamos com o verdugo oprimindo nosso entendimento.


O texto da libertação mais completa nas escrituras é a carta de João 10, por dois motivos:


Primeiro. Porque é verdade plena.


Segundo. Porque quem disse foi Jesus.


“Tornou, pois, Jesus a dizer-lhes: Em verdade, em verdade vos digo que eu sou a porta das ovelhas. Todos quantos vieram antes de mim são ladrões e salteadores; mas as ovelhas não os ouviram. Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens. O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.” (João 10:7-10)


Não é fácil ser livre, assim como podemos nos manter em prisões e pressões pelas nossas escolhas. Muitas vezes, por causa de algumas instruções erradas, nós nos mantemos muito tempo debaixo de um jugo que poderia ter sido evitado. Como líder Batista, como eu fui, era seletivo, exclusivista, apático e doutrinalmente esquizo, era como se nas questões de decisões dos poderes que seriam levantados sobre nós não fosse da nossa competência. Nesse casulo teológico e doutrinal nos colocamos e deixamos o inimigo avançar nos nossos territórios e ficamos observando o cenário se agravar para culparmos o diabo, ao invés de assumirmos o quanto estávamos apequenados nas decisões de mudança que a nossa geografia precisava. Na verdade, fizemos um curral eleitoral interno, onde os cargos e posições eclesiásticas eram indicados e conquistados de forma mais política do que pela força da oração e jejum, alguns lembram.


Essas amarras mentais, prejudicaram em demasia nossas conquistas e ficamos décadas sendo instrumentos úteis nas mãos dos adversários. “Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo; como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor; e nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade, para louvor da glória de sua graça, pela qual nos fez agradáveis a si no Amado.” (Efésios 1:3-6). Quando as escamas caíram dos nossos olhos e as amarras soltaram nosso entendimento, quisemos correr atrás do prejuízo da nossa ignorância, e está difícil alcançar nossa posição que fora roubada.


Tiraram muitas coisas de nós, fizeram um saque na nossa inteligência, agora, cabe-nos entrar em arrependimento e nos posicionarmos como valentes de Deus para que, por um milagre, a restituição venha e sejamos restaurados. Para romper essas prisões, vamos precisar de uma LIBERAÇÃO. Eu estou em processo, mas creio que vamos lograra êxito, pois Aquele que começou a boa obra vai completa-la até o dia de Cristo Jesus. “Fazendo sempre com alegria oração por vós em todas as minhas súplicas, pela vossa cooperação no evangelho desde o primeiro dia até agora. Tendo por certo isto mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até ao dia de Jesus Cristo.” (Filipenses 1:4-6)


Renê Terra Nova

8 visualizações
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

sempreservo12@

yahoo.com.br

(92) 98114.1212

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Instagram Icon

©2020 by Renê Terra Nova

Av. Coronel Teixeira, 5001, Ponta Negra, Manaus,

Amazonas - Brasil