Homem de Dores e o desprezo do seu povo


“Era desprezado, e o mais rejeitado entre os homens, homem de dores, e experimentado nos sofrimentos; e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum.” (Isaías 53:3)


O desprezo é uma ação emocional negativa que pode anular relacionamentos poderosos e até levar à enfermidades crônicas pessoas que amamos. Deus livre você de um desprezo, ele enferma a alma e adoece o corpo. Uma das armas mais poderosas e letais no relacionamento humano para tentar eliminar uma pessoa da sua vida é o desprezo. Hoje, estudando relacionamentos tóxicos, podemos até tirar pessoas do nosso contágio social por interpretação errada, ou até mesmo por equívoco de valores. Podemos dizer: “Essa pessoa é enferma emocional, uma abusadora”, ou qualquer adjetivo pertinente à nossa linguagem, mas não nos perguntamos: “Será que eu não sou o tóxico na vida de outras pessoas?”. Pois eu conheço muita gente que se autodesprezou, pessoas que atestam no comportamento que elas não gostam nem delas mesmas e, claro, que essas pessoas assinaram sua infelicidade. “Era desprezado, e o mais rejeitado entre os homens, homem de dores…” (Isaías 53:3)


O desprezo pode eliminar um ser humano de histórias poderosas. A falta de atenção, ou até mesmo a falta de oportunidade que podemos dar a pessoas que podem ser socorridas por nós, pode levar esse indivíduo a estágios depressivos, ou até mesmo à morte. O desprezo mata! Talvez você avalie como exagero, mas ignorar pessoas pode gerar óbitos emocionais. Quero que você saiba que personas não gratas podem ser interpretadas como uma maldição ambiental e, muitas vezes, fazemos de indivíduos um estorvo social e usamos a nossa natureza má e pecaminosa para eliminação de pessoas. Jesus foi o mais desprezado de todos os homens, e o texto conclui: Homem de Dores.


Então, a maioria de nós usa a mesma ferramenta de emoção negativa para arrancar pessoas das nossas vidas, assim como mesmo conhecendo o plano espiritual, Judeus religiosos, Romanos e homens maus usaram essa ferramenta para desprezar Jesus. Doeu muito para nosso Senhor o fato de saber que houve uma rejeição do seu ministério, da sua pessoa e da sua história. Ele é considerado o homem mais experimentado em dores e sofrimentos. Mas, onde startou essa dor? No desprezo! Quem aqui já foi desprezado por alguém que você ama sabe o quando dói essa emoção negativa. Porém, o nível de desprezo que Jesus teve, saiu do campo físico-emocional e plasmou no nível espiritual. Imagine, alguém sendo desprezado nesses dois mundos: Físico-emocional e espiritual, uma cumplicidade de rejeição nos dois níveis. Jesus suportou por nós essas dores. É uma ousadia de Jesus para entrar com legitimidade e conquistar de volta o respeito. Jesus precisou da rejeição integral para nEle somar todas as coisas para que nós, por Ele, pudéssemos desfrutar da vida abundante que Ele nos outorgou. Essa foi a atitude do Bom Pastor. “O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância. Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas.” (João 10:10,11)


Renê Terra Nova

39 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram