top of page

Homem de Dores, uma terra sarada


O clamor dos profetas era para ver a terra ser sarada, mas o que poderia salvar o homem e curar a terra ferida? O Calvário e o Homem mais perfeito tomando o lugar do imperfeito; o Homem Justo assumindo o lugar do injusto; o mais Santo assumindo o lugar do pecador. Esse é um plano sarado para resgatar homens doentes. Quando os Céus pensaram em traçar o regate do Planeta, Jesus foi solicitado. Imagine: Uma Noiva imperfeita para o Noivo Perfeito, uma Noiva da terra para o Noivo do Céu. Para isso, nesse plano, Deus tinha que se fazer Homem, vir morar na terra e comprar Sua Noiva, para que um dia ela fosse para o Céu com Ele. Só que esse resgate precisava enfrentar a CRUZ. Foi uma aliança que envolveu muita dor.


“Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro; para que a bênção de Abraão chegasse aos gentios por Jesus Cristo, e para que pela fé nós recebamos a promessa do Espírito. Irmãos, como homem falo; se a aliança de um homem for confirmada, ninguém a anula nem a acrescenta.” (Gálatas 3:13-15)


Nesse processo, de muita dor, veio o maior regaste. Mas, precisamos compreender como o Rei se despiu da Sua glória para assumir o lugar da humanidade e, com alto preço, resgatar Sua Noiva prometida. Quem pagaria com a própria vida um resgate?


“De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, mas fez a si mesmo de nenhuma reputação, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, e toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai.” (Filipenses 2:5-11)


Não é fácil, tudo que temos hoje houve um alto preço ontem. O Homem de Dores comprou a terra para nos dar o direito de uma vida curada. Jesus assimilou a dor para ter o direito de desfrutar da Sua Noiva e construir a história mais relevante que já houve. Na verdade, uma história insuperável, pois Ele decidiu comprar essa Noiva, livrá-la da vergonha e remover toda sentença de acusação que o diabo tinha contra ela. E todo esse resgate foi feito a preço de sangue.


“E, quando vós estáveis mortos nos pecados, e na incircuncisão da vossa carne, vos vivificou juntamente com ele, perdoando-vos todas as ofensas, havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz. E, despojando os principados e potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo. Portanto, ninguém vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos sábados, que são sombras das coisas futuras, mas o corpo é de Cristo. Ninguém vos domine a seu arbítrio com pretexto de humildade e culto dos anjos, envolvendo-se em coisas que não viu; estando em vão inchado na sua carnal compreensão, e não ligado à cabeça, da qual todo o corpo, provido e organizado pelas juntas e ligaduras, vai crescendo em aumento de Deus.” (Colossenses 2:13-19)


Renê Terra Nova

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page