Jesus é o Rei do Reino


Uma coisa bem poderosa que abre nosso entendimento, é que o Rei rompe qualquer esfera geográfica onde Ele tem autoridade. O território do Reino é governado pelo Rei. Isso parece resolvido para você? Veja: Onde o Rei está, ali está o Reino – um Reino que a legitimidade do Rei tem domínio completo. Então, o Reino está no meio de vós, ou seja, se o Rei se fez presente, não há como outros desejarem interferir a administração dEle, pois o Senhor tem o poder sobre tudo, principado, potestade e todo poder que se instala no mundo espiritual.


“No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo. Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.” (Efésios 6:10-12)


O que significa o Reino está no meio de nós? Não é só na geografia Bíblia é prioritariamente está na geografia da alma. Isso mostra o governo sobre tudo. Imagine uma vida em que o próprio Jesus governa a história dessa pessoa? Exemplo: Jesus é o Rei da sua vida? Ele governa o território do seu caráter? Se isso é verdade, o reino desse mundo não tem peso sobre você e o Reino de Deus se torna a prioridade na sua essência. Não somos daqui, e Ele daqui não é.


“Para que se cumprisse a palavra que Jesus tinha dito, significando de que morte havia de morrer. Tornou, pois, a entrar Pilatos na audiência, e chamou a Jesus, e disse-lhe: Tu és o Rei dos Judeus? Respondeu-lhe Jesus: Tu dizes isso de ti mesmo, ou disseram-to outros de mim? Pilatos respondeu: Porventura sou eu judeu? A tua nação e os principais sacerdotes entregaram-te a mim. Que fizeste? Respondeu Jesus: O meu reino não é deste mundo; se o meu reino fosse deste mundo, pelejariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é daqui.” (João 18:32-36)


Haveria alguma oportunidade de Jesus não ser o Rei do Reino? Sim! Se Jesus não tivesse vencido a Satanás nas três tentações messiânicas, (teste para vencer ou perder), Ele teria entregado o Reino nas mãos do adversário e perderia a autoridade para ser o Rei dos Céus e da Terra. Foi exatamente por isso que Jesus disse aos fariseus: “O reino de Deus está no meio de vós.” (Lucas 17:21). Ou seja, temos uma autoridade constituída que, por legitimidade, se tornou Rei e Senhor sobre nós.


Existe uma afirmação teológica: Jesus encarna o papel real do povo de Deus no lugar de Deus e sob o domínio de Deus. Jesus é tanto o Governante Fiel e Justo, quanto o Cidadão do Reino. Se Ele não tivesse a consciência do que veio buscar, não teria nos dado o direito de herdar o Reino que Ele conquistou por nós.


“E, interrogado pelos fariseus sobre quando havia de vir o reino de Deus, respondeu-lhes, e disse: O reino de Deus não vem com aparência exterior. Nem dirão: Ei-lo aqui, ou: Ei-lo ali; porque eis que o reino de Deus está dentro de vós. E disse aos discípulos: Dias virão em que desejareis ver um dos dias do Filho do homem, e não o vereis.” (Lucas 17:20-23)


Renê Terra Nova

41 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo