top of page

Jesus venceu a serpente


“E voltaram os setenta com alegria, dizendo: Senhor, pelo teu nome, até os demônios se nos sujeitam. E disse-lhes: Eu via Satanás, como raio, cair do céu. Eis que vos dou poder para pisar em serpentes e escorpiões, e sobre toda a força do inimigo, e nada vos fará dano algum. Mas, não vos alegreis porque se vos sujeitem os espíritos; alegrai-vos antes por estarem os vossos nomes escritos nos céus.” (Lucas 10:17-20)


Vou começar falando um pouco do poder do nome de Jesus e como Ele nos dá essa autoridade sobre serpentes e escorpiões. Apocalipse 20:2, um texto que fala da serpente e o dragão, causa medo para alguns, mas revela o domínio de Jesus sobre o império das trevas e mostra que nós reinaremos com Ele em glória. Embora as divergências teológicas, sabemos que o conteúdo final é: Ele venceu! Em uma guerra, você talvez não conheça a temporalidade nem os processos dolorosos, tanto das baixas como das superações, mas se termina com êxito todos celebram.


Gosto da frase do Billy Graham, o grande evangelista (in memorian), quando diz: “Eu já li o último capítulo de Apocalipse e sei como termina: Ele venceu!!”. É isso mesmo: A guerra pode ser intensa, mas o que interessa é que saímos vencedores com Ele. Mas a serpente é insistente desde o Éden, onde ela aparece como apenas um animal que rasteja (réptil), mas de tanto se alimentar de sarkosismos (obra da carne) se tornou um dragão. Você já viu o estrago que a serpente faz, e como Deus a vingará? “Naquele dia o Senhor castigará com a sua dura espada, grande e forte, o leviatã, serpente veloz, e o leviatã, a serpente tortuosa, e matará o dragão, que está no mar.” (Isaías 27:1)


É muita serpente encantando o pensamento de líderes que, por qualquer motivo, adotam posturas que são venenosas à chamada que lhes fora imposta. Somos de Deus e o inimigo não nos toca. Mas, muitos abrem brechas nas atitudes e não deixam Jesus reinar como Senhor. Há um engodo entrando na Igreja, quando o evangelho da super graça está querendo ocupar a mente da nossa geração, procurando desculpas para pecar.


O princípio nunca será negociado, assim como está escrito: “Que diremos pois? Permaneceremos no pecado, para que a graça abunde? De modo nenhum. Nós, que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele? Ou não sabeis que todos quantos fomos batizados em Jesus Cristo fomos batizados na sua morte? De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida. Porque, se fomos plantados juntamente com ele na semelhança da sua morte, também o seremos na da sua ressurreição; sabendo isto, que o nosso homem velho foi com ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, para que não sirvamos mais ao pecado.” (Romanos 6:1-6)


Quando Jesus liberou poder sobre os discípulos, e mostrou que na obra da evangelização não podemos vacilar com a serpente, foi exatamente para paralisar a ação do inimigo e inoperar o poder do mal. Não há como usarmos esse Nome e não sairmos vitoriosos. Às vezes, não temos noção do tamanho do poder que está disponível, e muitos ficam apanhando do diabo, ou de demônios. Quanto mais veementes e crédulos nós formos, mais conquistas de territórios vamos agregar na nossa geografia.


Precisamos vencer a ação da serpente e seus venenos. Você já imaginou o tamanho do poder que está disponível? “E voltaram os setenta com alegria, dizendo: Senhor, pelo teu nome, até os demônios se nos sujeitam. E disse-lhes: Eu via Satanás, como raio, cair do céu. Eis que vos dou poder para pisar em serpentes e escorpiões, e sobre toda a força do inimigo, e nada vos fará dano algum. Mas, não vos alegreis porque se vos sujeitem os espíritos; alegrai-vos antes por estarem os vossos nomes escritos nos céus.” (Lucas 10:17-20). Precisa dizer mais alguma coisa? Jesus venceu a serpente e nos Seu nome sairemos triunfantes.


Renê Terra Nova

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page