Minha mente, uma geografia desejada pelo Senhor (Parte 3)


“Farei tremer todos os povos. E todas as nações (geografias) virão àquele que é DESEJADO por todas as nações (geografias).” (Ageu 2:7)


Minha mente, uma geografia disputada


Saber que o meu coração (mente) é um lugar desejado, é muita bênção. Agora, desejado por quem? Essa é a questão! O mundo espiritual funciona com sementes – nosso coração é a sede das emoções e, claro, que a disputa é grande, pois Satanás tenta colocar mentiras na geografia da alma para que possamos nos frustrar com as promessas do Senhor. Porém, quando nos blindamos em Deus, somos exatamente a extensão da Sua glória e a geografia da nossa alma se torna o território dEle. Somos dEle, nascemos para isso, por isso nossa mente é tão bombardeada; não podemos subestimar as artimanhas do adversário, mas devemos nos manter firmes nesse processo de batalha.


“No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo. Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes.” (Efésios 6:10-13)


Então, nossa mente é uma geografia desejada, tanto pelo inimigo como por Deus, mas o importante é saber de quem somos. Não nos pertencemos a nós mesmos, temos uma autoridade patriarcal (monárquica) sobre nós, que nos assegura que temos Dono, e somos guiados e orientados por Ele. Esse entretimento, a quem nós pertencemos, nos dá toda segurança de proteção e, ao mesmo tempo, de que somos desejados por ELE. Quando qualquer crise vier batendo à porta, vamos entender que tem alguém sobre nós que dará todos os livramentos possíveis. Somos dEle, e isso já é muita, muita coisa no nosso entendimento.


“Pois nele vivemos, nos movimentamos e existimos, como declararam alguns de vossos poetas: Porquanto dele também somos descendentes.” (Atos 17:28)


Nossa mente (geografia da alma) é um território disputado, pois somos feituras Sua, e o mundo espiritual não dorme. Porém, existe algo que é como um prêmio na revelação: Somos responsáveis pelas sementes que plantamos na geografia da alma, e todos os resultados que aparecem no nosso território. Só eu e você podemos fazer a limpeza no território, pois quando aparece um fruto estranho já sabemos que fomos partícipes, ou permissivos para que essa semente estivesse dentro de nós. Nem psicólogo, terapeuta comportamental, ou qualquer outro grupo de estudo de mente pode subestimar que nós não fomos cúmplices dos resultados que possuímos. Se avalie e veja se você não abriu guarda para ser quem você é e estar como você está. Pois bem, para não ficar no acusativo, entenda, que você pode limpar esse pomar de frutos indesejáveis e partir para um novo trabalho de solo para obter um resultado que traga descanso na geografia desejada.


“A minha alma espera somente em Deus; dele vem a minha salvação. Só ele é a minha rocha e a minha salvação; é a minha defesa; não serei grandemente abalado. Até quando maquinareis o mal contra um homem? Sereis mortos todos vós, sereis como uma parede encurvada e uma sebe prestes a cair.” (Salmos 62:1-3)

0 visualização0 comentário