Não existe Graça sem responsabilidade de Fé


“Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus.9. Não vem das obras, para que ninguém se glorie.” (Efésios 2:8)


É incongruente alguém ficar afirmando que está na Graça e não ter nenhuma responsabilidade com sua Fé. Nós somos compostos de Fé, seja essa natural ou sobrenatural, física ou espiritual. Não tem como caminhar no Reino sem exercer o que cremos, e a Graça não pode ser usada como desculpa, precisa ser uma atitude de Fé, caso contrário, estamos negando nossa convicção. Sim, precisamos viver a proposta do Reino. Hoje, com tantos discursos contraditórios a Teologia limpa, discursos esses frutos de uma mente engordada de humanismo e com o coração possuído de vontades do próprio pensamento, muitos têm se revelado filhos da ira.


“E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados, em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência; entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também. Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou.” (Efésios 2:1-4)


Se não responsabilizamos nossa Fé no Reino, como podemos dizer que estamos na Graça do Rei? Você pode ter o conteúdo da Graça como for, mas se não houver Fé, está faltoso de agradar a Deus, pois Ele tem projetos grandiosos para a sua vida. Porém, quem vai construir é a fé do Reino. A Graça é importante, mas até para termos a Graça e sermos salvos para vivermos nela, é a Fé quem vai nos conduzir.


“Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou, estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos), e nos ressuscitou juntamente com ele e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus; para mostrar nos séculos vindouros as abundantes riquezas da sua graça pela sua benignidade para conosco em Cristo Jesus. Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie; porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas.” (Efésios 2:4-10)


Não é de hoje que o discurso da Graça e outros temas são controversos, desde a Igreja do primeiro século. Os temas são os mais variados possíveis, os 70 discípulos de Jesus e a equipe de 12 eram os responsáveis por manterem a Igreja limpa na doutrina e o povo concentrar sua vida na doutrina de Cristo, pelo fundamento dos Apóstolos. Quanta luta desde aquela época! A cada virada de década um assunto novo é explorado, da santidade à iniquidade, da abundância à escassez, da heresia à aprovação. O tema do momento é Graça. Por quê? Porque muitos ficaram progressistas, e por aceitarem doutrinas de demônios, usam a pseudo graça para serem aceitos. Se não nos movermos em Fé, não alcançaremos o objetivo de pregamos o Evangelho sem fermento. Olha o que Jesus ensina para geração residente:


“E, se ninguém vos receber, nem escutar as vossas palavras, saindo daquela casa ou cidade, sacudi o pó dos vossos pés. Em verdade vos digo que, no dia do juízo, haverá menos rigor para o país de Sodoma e Gomorra do que para aquela cidade.” (Mateus 10:14,15). Se a Graça for desprovida de fé, algo falhou no processo de ensino da Palavra do Reino.


Renê Terra Nova

25 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo