top of page

O Evangelho do Reino me fez vencer as trevas


“O qual nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o reino do Filho do seu amor;14. Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a saber, a remissão dos pecados.” (Colossenses 1:13)


Sei de onde sai, e sei a identidade nova que Ele me concedeu. Não é fácil lutar na força do braço; jamais iríamos prevalecer. Porém, Ele, com seu poder, rompeu com o império das trevas e me transportou para Seu Reino. Isso mostra o poder e autoridade impostos na magnitude do Rei que servimos. Existem coisas que estão na nossa competência, Ele nos entregou a Terra por legalidade; a exemplo desse decreto, Ele nos suprirá todas as necessidades e nos levará para lugares altos. “O Senhor vos aumentará cada vez mais, a vós e a vossos filhos. Sois benditos do Senhor, que fez os céus e a terra. Os céus são os céus do Senhor; mas a terra a deu aos filhos dos homens.” (Salmos 115:14-16)


Porém, mesmo com essa legalidade que possuímos, nós precisamos nos conscientizar de que estamos em um REINO, e essa consciência monárquica me responsabiliza como príncipe do Rei e não como um súdito no palácio. Nossa mente socialista é tão arraigada que, muitas vezes, nem sabemos o que temos, e quando somos conscientizados do tamanho do Reino e do Rei que possuímos, não sabemos acessar nosso “direito”, pois não estamos monarquicamente adestrados para nos sentar nos lugares que já fomos convidados e podemos nos apossar. “E nos ressuscitou juntamente com ele e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus; para mostrar nos séculos vindouros as abundantes riquezas da sua graça pela sua benignidade para conosco em Cristo Jesus. Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie; porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas.” (Efésios 2:6-10)


Bem, se eu rompi com o império de trevas, tenho a legalidade de usufruto que meu Rei conquistou no calvário e ressureição. Nós não fomos ensinados do tamanho da graça que nos dá direito quando somos do Rei. A vida que temos em Cristo Jesus nos faz acessar portais que os comuns não entram e aqueles que não nasceram de novo não palmilham. Nós somos do Reino, nós somos filhos do Rei! E Ele, com Seu braço forte, nos arrancou de um reino, de um IMPÉRIO de trevas. Acredito que vamos ainda aprender muito, pois as lideranças que passaram sobre nós, eram de Deus, nascidos de novo, temente ao Pai, porém, não possuíam a mente do Reino, e nós começamos a nos mover fora do Evangelho do Reino que tem a proposta libertadora e nos leva a romper com toda legalidade que o império das trevas promulga. Mas, na visão do Reino, temos toda legalidade para desfazer as obras de Satanás, pois o Senhor já lhe entregou os reinos da Terra. “Este será grande, e será chamado filho do Altíssimo; e o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai; e reinará eternamente na casa de Jacó, e o seu reino não terá fim.” (Lucas 1:32,33)


Renê Terra Nova

23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page