O Homem de Dores sem beleza externa


“Porque foi subindo como renovo perante ele, e como raiz de uma terra seca; não tinha beleza nem formosura e, olhando nós para ele, não havia boa aparência nele, para que o desejássemos.” (Isaías 53:2)


Nós somos o conteúdo do nosso caráter. E, nós temos muita coisa em nós que não foi construção de forma voluntária, foi herança do pecado e maldições adquiridas. Às vezes, queremos romper com essas visitações, mas elas falam mais alto que nosso desejo de alma, por isso precisamos de uma intervenção no espírito. O homem carnal não lê corretamente as coisas espirituais, mas quando somos nascidos de novo podemos nos apossar das verdades que a Palavra nos adverte e que nos garante mudança de caráter. “Mas Deus no-las revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus. Porque, qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus. Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus.” (I Coríntios 2:10-12)


Então, nós somos o conteúdo do nosso caráter, mas nós temos o que o Evangelho oferece. E o que o Evangelho nos oferece? Três coisas: Libertação, Cura e Restauração. Nós podemos manter o nosso nível de mudança pela Palavra que domina nosso espírito e molda nossa vida. Muitas vezes, procuramos formosuras e até mesmo muita aceitação da nossa própria alma, procurando dar uma amenizada de esforço próprio, mas em muito não depende da obra do Espírito. Precisamos saber que a beleza que possuímos foi conquistada pelo Homem de Dores. Tudo o que foi conquistado no Calvário não é obra de cunho humano, mas o esforço do próprio Jesus que nos deu essa bênção de embelezar nosso caráter e moldar em nós a obra do

Espírito. “Não pelas obras de justiça que houvéssemos feito, mas segundo a sua misericórdia, nos salvou pela lavagem da regeneração e da renovação do Espírito Santo, que abundantemente ele derramou sobre nós por Jesus Cristo nosso Salvador; para que, sendo justificados pela sua graça, sejamos feitos herdeiros segundo a esperança da vida eterna. Fiel é a palavra, e isto quero que deveras afirmes, para que os que creem em Deus procurem aplicar-se às boas obras; estas coisas são boas e proveitosas aos homens.” (Tito 3:5-8)


Fazemos o que a Palavra ordena. Mas o que a Palavra ordena? Que sejamos homens e mulher de um caráter irrepreensível, com a vida de Deus guiando nossos passos e nos ampliando para conquistas que façam a diferença no território da alma como na geografia onde nós militamos. “Traze estas coisas à memória, ordenando-lhes diante do Senhor que não tenham contendas de palavras, que para nada aproveitam e são para perversão dos ouvintes. Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade. Mas evita os falatórios profanos, porque produzirão maior impiedade.” (II Timóteo 2:14-16). O homem de dores, nos mostrou que Ele saiu de uma raiz de terra seca, mas depois da conquista que Ele mesmo fez por todos nós no calvário nos deu o direito de harmonizar nossa vida interior e nos colocar em lugares celestiais. _“E nos ressuscitou juntamente com ele e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus.” (Efésios 2:6)


Renê Terra Nova

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram