Os 12 e o Evangelho de Jesus


Introdução


Uma coisa impressionante é que Jesus, para disseminar Sua missão, levantou uma equipe de 12 homens, que fosse de Israel e possuísse uma mente preparada para receber a doutrina de dEle. Jesus, em três anos e meio, trabalhou o pensamento das Sagradas Escrituras e o conteúdo dos Céus, e entregou para eles o Evangelho do Reino. “E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim.” (Mateus 24:14)


Para esse Evangelho chegar aonde chegou, não poderia ser, introdutoriamente, pregado e ensinado por pessoas que não possuíssem tais pensamentos, pois fora do entendimento da Torá eles não teriam a mesma velocidade de mudança para tocarem as nações da Terra. Nós que somos de mente ocidental, não temos absorção do Evangelho do Reino como alguém que fora educado na visão bíblica da mesma escola de Jesus. “E, chegando a Nazaré, onde fora criado, entrou num dia de sábado, segundo o seu costume, na sinagoga, e levantou-se para ler. E foi-lhe dado o livro do profeta Isaías; e, quando abriu o livro, achou o lugar em que estava escrito: O Espírito do Senhor está sobre mim, pois que me ungiu para evangelizar os pobres. Enviou-me a curar os contritos de coração, a proclamar liberdade aos cativos, e restauração da vista aos cegos, a pôr em liberdade os oprimidos, a anunciar o ano aceitável do Senhor. E, cerrando o livro, e tornando-o a dar ao ministro, assentou-se; e os olhos de todos na sinagoga estavam fitos nele. Então começou a dizer-lhes: Hoje se cumpriu esta Escritura em vossos ouvidos. E todos lhe davam testemunho, e se maravilhavam das palavras de graça que saíam da sua boca; e diziam: Não é este o filho de José?” (Lucas 4:16-22)


Jesus ia à Igreja (Sinagoga) todos os Sábados, por causa da tradição. Mesmo sabendo que os 12 são uma seleção do Senhor, observe que nenhum deles era fora da escola judaica; todos tinham o pensamento das Escrituras e já esperavam a manifestação do Messias com sinais, prodígios, maravilhas e milagres. Para você entender, quando Jesus começou Seu ministério em Caná da Galileia, os 12 já tinham sido escolhidos e ficaram maravilhados com o sinal messiânico que se manifestou. Você sabe por que eles viram a glória de Deus na multiplicação da água em vinho? Então, era uma das alianças que se manifestou, a aliança de sangue, o pacto que apontava para a cruz. “Jesus principiou assim os seus sinais em Caná da Galileia, e manifestou a sua glória; e os seus discípulos creram nele. Depois disto desceu a Cafarnaum, ele, e sua mãe, e seus irmãos, e seus discípulos; e ficaram ali não muitos dias.” (João 2:11,11). Os mistérios do Evangelho do Reino não se entendem com a mente de Roma ou greco-romana, mas com a visão de Jerusalém, de onde é a Fonte do ensino. Os 12 vieram de Israel, e o Evangelho do Reino não é de outra geografia, veio da Fonte e voltará para a Fonte.


Renê Terra Nova

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram