Pensamentos Restaurados


“Assim, eu digo a vocês, e no Senhor insisto, que não vivam mais como os gentios, que vivem na inutilidade dos seus pensamentos.” (Efésios 4:17) Acredito que podemos fazer uma avaliação e nossos pensamentos serem melhor formatados. São tantas invasões de valores, de conceitos que aparecem e que, muitas vezes, ocupam o espaço dos nossos pensamentos limpos. Não podemos ser revelados filhos da ira como os que vivem sem Deus, somos nascidos de novo. Às vezes, a mente do homem perverso quer nos visitar e, sem muito vigiar, damos vazão a isso.


Nós, como pessoas transformadas, que possuímos a cultura do Reino, não podemos nos dar o luxo de acumular sentimentos e conceitos que pervertam nossa essência, pois somos de Jesus e possuímos a natureza dEle. Porém, manter esse conteúdo de Cristo é uma guerra diária, e repaginar nossos pensamentos é uma dádiva dos céus. Precisamos vigiar sempre para não nos amoldarmos ao padrão do sistema. “Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” (Romanos 12:2) Depor esses sentimentos de gentios, de homens não transformados, nos incomoda, pois muitas vezes lutamos para termos pensamentos mais curados, mas é como se perdêssemos a batalha para nós mesmos. Ninguém se sente bem pensando mal de si mesmo ou dos outros, precisamos de muita reflexão e conteúdo da vida de Deus para evitar pensamentos que depõem contra a vida de Deus em nós. Quantas vezes conservamos pensamentos infantis e não nos “adultamos” no nosso comportamento.


A maneira como nos expressamos diz exatamente como estamos pensando, aí nos resvalamos com uma mente transformada ou ainda processuais nessa jornada de naturalidade espiritual. Precisamos deixar de ser crianças no pensamento, mas conservar o coração de inocência. “Irmãos, deixem de pensar como crianças. Com respeito ao mal, sejam crianças; mas, quanto ao modo de pensar, sejam adultos.” (I Coríntios 14:20) O desafio é constante em sermos pessoas aprovadas por nós mesmos e pelos outros. Temos essa carência, é como se nunca experimentássemos a adultez espiritual e não alcançássemos essa libertação em Cristo Jesus, por isso nos sentimos, às vezes, autocondenados e não nos permitimos ser tratados. Mas, existe um povo que não quer repetir padrões normais e sim ser consolidado para eleger os padrões de pensamentos, sem permitir que haja uma assolação nos nossos corações nem contaminação na vida de Deus que possuímos.


“Quem vive segundo a carne tem a mente voltada para o que a carne deseja; mas quem vive de acordo com o Espírito tem a mente voltada para o que o Espírito deseja. A mentalidade da carne é morte, mas a mentalidade do Espírito é vida e paz; a mentalidade da carne é inimiga de Deus porque não se submete à Lei de Deus, nem pode fazê-lo.” (Romanos 8:5-7) Se conservarmos essa mentalidade, seremos aprovados como filhos do Eterno, com os pensamentos e valores alinhados ao conteúdo da mente de Cristo. “Porque, quem conheceu a mente do Senhor, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo.” (I Coríntios 2:16) Renê Terra Nova

23 visualizações
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

sempreservo12@

yahoo.com.br

(92) 98114.1212

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Instagram Icon

©2020 by Renê Terra Nova

Av. Coronel Teixeira, 5001, Ponta Negra, Manaus,

Amazonas - Brasil