top of page

Protegendo a mente com as sementes do Reino


“Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao homem que semeia a boa semente no seu campo.” (Mateus 13:24)


Quando eu entendi o poder da semente do Reino, fiquei atento em relação a pensamentos e atitudes. Quantos de nós não vigiamos o que a mente produz e não governamos nossos pensamentos. Quando eu descobri que não só posso gerenciar meus pensamentos, assim como dominá-los, fiquei perplexo, porque não nos ensinam esse princípio nem nos entregaram ferramentas que paralisem as ações do inimigo. O conteúdo da minha mente eu decido. Olha que instrução maravilhosa: Remover as inquietudes da alma e vigiar os pensamentos são ações nossas. Eu posso, no Senhor, colocar pensamentos que glorifiquem ao Pai e não escravizem minha alma para não expandir trevas na minha mente.


“Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus. Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.” (Filipenses 4:6-8)


Toda palavra é uma semente, e as sementes são um princípio que não negam o fruto que virá. O Reino de Deus é semelhante a um homem que planta semente, a semente é uma das coisas mais poderosas que existem, pois, a semente carrega, no seu DNA, a espécie do fruto que virá e que não negará sua essência. O que é uma semente? Podemos trazer muitos conteúdos científicos, porém a palavra é uma semente que quando liberada cumpre seu destino.


“Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o Senhor. Porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos. Porque, assim como desce a chuva e a neve dos céus, e para lá não tornam, mas regam a terra, e a fazem produzir, e brotar, e dar semente ao semeador, e pão ao que come, assim será a minha palavra, que sair da minha boca; ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei.” (Isaías 55:8-11)


A maioria de nós não tem praticado esse princípio do Evangelho do Reino, ou seja, de governar a boca, e de não deixar que os pensamentos lhes governem. Somos uma geração que desprezou o poder da palavra, por isso estamos colhendo consequências desagradáveis. Você sabe que os contratos dos reinos, empresários e sociais, são resultados de palavras, em que cada declaração se torna uma assinatura nos territórios onde as palavras são liberadas. Conheço muitas pessoas presas e outras em caminhos inconversos por causa das suas declarações. Às vezes, nem precisamos falar como os lábios, mas usamos a voz do coração.


“E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei, aos lados do norte.” (Isaías 14:13).


Você sabe o resultado dessa história? O inimigo caiu e foi destruído. Às vezes, não mencionamos palavras, mas nossa mente confecciona sementes que destroem nossas vidas e atraem catástrofes para o nosso território. Não podemos subestimar o poder da palavra, as sementes lançadas são uma sentença de vida, ou de morte. Somos seres inteligentes, possuímos a mente de Cristo e não podemos deixar que outros raciocínios governem nossos pensamentos.


Continua...


Renê Terra Nova

127 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page