Proteja sua geografia espiritual (1)


“Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo! Conforme a sua grande misericórdia, ele nos regenerou para uma esperança viva, por meio da ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos.” (1 Pedro 1:3)


Temos uma mente restaurada e nosso espírito é recriado. Um homem nascido de novo se torna uma ameaça em qualquer ambiente, pois ele tem a amplitude da visão do Reino e não se deixa ser subjugado por nenhuma mentira do inimigo. Nesses dias, nós vamos estudar sobre a geografia espiritual, a estatura do varão perfeito, daquele que tem, da vida de Deus, todas as ferramentas necessárias para ser uma “celebridade” territorial.


Somos príncipes e fomos chamados para habitar nos lugares altos, saímos do monturo e reinaremos com Ele em glória. Você crê nessa verdade? Muitas doutrinas foram implementadas na nossa mente – “geografia da alma” – que não faz parte da essência do ensino de Jesus. Claro que as pessoas têm o direito de viver a vida que creem, mas quando entendemos no espírito o tamanho da promessa que o Senhor nos fez, podemos ver que não vivemos ainda a vida abundante que Jesus nos prometeu. Então, como vamos lograr esse êxito? Protegendo nossa geografia espiritual, sendo alimentados na PALAVRA e não deixando outra semente cair no solo do nosso espírito. “Vocês foram regenerados, não de uma semente perecível, mas imperecível, por meio da palavra de Deus, viva e permanente.” (1 Pedro 1:23)


Somos de Deus, temos a vida do Senhor, nascidos de novo e regenerados para uma nova vida. Precisamos nos apossar dessa verdade, pois a vida que o Senhor conquistou no calvário é para além do que o entendimento humano possa absorver. Somos de Cristo e o maligno não nos toca.


“Ora, sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não é escravo do pecado; antes, Aquele que nasceu de Deus o protege, e não permite que o Maligno o possa tocar.” (I João 5:18).


O que essa verdade da Escritura está nos ministrando? Que não somos só protegidos, precisamos ser posicionados. Há um poder que opera em nós, que tem nos levado a lugares jamais sonhados, e precisamos entender o tamanho do plano que fora traçado para desfrutarmos dessa ampla vida, uma vida “extravagante” nas promessas que Ele nos fez. Essa mudança de mente e esse entendimento espiritual aberto nos fará ser exatamente o que Jesus veio fazer para nos resgatar. Não é possível ser resgatado por um Rei e vivermos como escravos, sem o entendimento de quem somos. Escravos, só da PALAVRA.


É um milagre alguém abrir o entendimento do tamanho da bênção que está à nossa disposição, que já foi conquistada, paga com alto preço e escriturada no grito do calvário, TETELESTAI – está tudo consumado! “Havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz.” (Colossenses 2:14).


Então, nossa nova vida em Cristo, nos fez herdeiros de muitas coisas que ainda não assimilamos e somos “donos” de milagres que só os céus podem confeccionar na nossa direção. A nossa geografia espiritual é um patrimônio de responsabilidade exclusivamente nossa, que precisamos valorizar, porque tudo que vamos viver na terra é incomparável com tudo que vamos viver na eternidade. Mas, o que temos observado é que não temos investido muito na nossa vida espiritual, e ficamos como ressequidos de muitos valores que deveriam estar ativados. Se nós ganharmos o mundo todo e perdermos a alma – vida eterna – do que valeu viver aqui? É sobre isso que vamos nos alimentar e não permitir que nossa vida seja uma Bonsai, um adorno territorial, mas uma esperança na direção daqueles que nos olham e acreditam em nós.

53 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram