Proteja sua geografia espiritual (5)


“Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo! Conforme a sua grande misericórdia, ele nos regenerou para uma esperança viva, por meio da ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos.” (1 Pedro 1:3)


Quando temos o entendimento aberto de que somos responsáveis por internalizar o conteúdo da vida de Deus dentro de nós e somos nós mesmos quem dizemos e decidimos pelo que acessamos de “novidades” na nossa geografia espiritual, somos mais completos no propósito nessa seleção. Nós vivemos tão bombardeados e secularizados que, às vezes, não atentamos para detalhes simples e importantes como: Buscar a Deus em todo o tempo, mantendo a nossa integridade espiritual em ordem; esse é nosso dever. Somos regenerados, a vida de Deus está em nós e é nossa missão manter nossa vida cristã em alta; parece até repetitivo, mas é instrução. Somos santuários de Deus, regenerados para sermos Sua casa aqui na terra, e cada um de nós deve manter a chama do Altar em ordem. Olha que versículo interessante: “O fogo arderá continuamente sobre o altar; não se apagará.” (Levítico 6:13). Isso não é uma verdade? Nós devemos manter essa chama acesa sem transferência de responsabilidade. O fato de irmos a uma célula, Igreja, ou reunião de atos de fé, até mesmo congratulação, não nos dá o direito de abrirmos mão da nossa devocionalidade. Diz uma estatística: “Se nós investirmos tempo lendo a Bíblia, tanto quanto lemos amenidades na Internet, estudaríamos toda a Palavra a cada 3 meses, ou 4 vezes ao ano”. Então, como regenerados em Jesus, a visão é: Mantenha a chama acesa!


Vou alertar você da sua responsabilidade como crente, homem e mulher de Deus: Estude a Palavra! Hoje, para cada 100 crentes, 32 leem a Palavra com regularidade. Queridos, somos regenerados – nascidos de novo – temos o dever de alimentar o espírito para não fortalecermos a obra da carne (Leia Gálatas 5:16-26!). Vou mostrar algo: O Instituto Lifeway Research de Nashville realizou a edição 2019 do estudo “Discipleship Pathway Assessment” e descobriu que aqueles que frequentam regularmente Igrejas Protestantes são inconsistentes em ler e pensar sobre as Escrituras. O estudo identifica o engajamento da Bíblia como um dos oito sinais que aparecem consistentemente nas vidas dos cristãos em crescimento. A pesquisa perguntou aos frequentadores da Igreja sobre muitas características bíblicas para ver quais ações, crenças e desejos estão presentes na vida dos seguidores de Cristo, disse Scott McConnell, diretor executivo da LifeWay Research. Entre eles, a leitura da Bíblia foi uma das mais preditivas da maturidade espiritual”. Sem o zelo pela Palavra em nós, não existe possibilidade de crescimento espiritual nem de alimentar o homem regenerado. O nosso espírito sente fome e cabe a mim e a você alimentarmos o espírito para vencermos a obra da carne. “Examinai as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam.” (João 5:39) Ensino de JESUS.


É de estarrecer que muitos líderes não tenham o prazer da devocionalidade, eles não estudam a Palavra e nem se dedicam ao conhecimento. Os estudos feitos sobre o comportamento do povo de Deus revelam uma religiosidade na Casa de Deus e um descompromisso na casa dos fiéis. Observe: O mesmo Instituto Lifeway Research diz que: “Um terço dos entrevistados que frequentam uma Igreja Protestante “Evangélica” regularmente, 32% diz que lê a Bíblia todos os dias. Cerca de um quarto, 27%, diz que lê algumas vezes por semana. Poucos dizem que só leem uma vez por semana, 12%, algumas vezes por mês, 11%, ou uma vez por mês, 5%. Perto de 1 a cada 8 crentes, 12%, admitem que, raramente, ou nunca, leem completamente a Bíblia”. Como podemos nutrir esse homem regenerado, homem interior, recriado por Deus em uma ascensão espiritual? Observe que nem os ministros, ou crentes “comprometidos”, estão se esmerando na leitura da Palavra, por isso, qualquer vento de doutrina os engole. Então, precisamos, como regenerados em Cristo, voltar à leitura da Palavra sem desprezar nosso homem interior recriado, caso queiramos ter êxito na nossa geografia espiritual. “Traze estas coisas à memória, ordenando-lhes diante do Senhor que não tenham contendas de palavras, que para nada aproveitam e são para perversão dos ouvintes. Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade.” (2 Timóteo 2:14,15)


Este é nosso ano!

32 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram