Recordarei os teus MILAGRES


“Recordarei os feitos do Senhor; recordarei os teus antigos milagres. Meditarei em todas as tuas obras e considerarei todos os teus feitos.” (Salmo 77:11,12)


Ative a memória do MILAGRE e revele as grandezas do Senhor na sua existência. Quantos MILAGRES o Senhor já concedeu e o nosso coração não assimilou? Precisamos aprender a ver com expectativa dobrada os MILAGRES diários que nos são premiados e, muitas vezes, não estamos atentos. Não somos uma casualidade, somos um compêndio de MILAGRES que os Céus promovem na nossa direção.


Por onde Jesus passava os MILAGRES eram visíveis e o povo celebrava, reconhecendo que Ele era o filho de Deus. Quando Ele já estava perto da descida do Monte das Oliveiras, toda a multidão dos discípulos começou a louvar a Deus alegremente e em alta voz, por todos os milagres que tinham visto. Exclamavam: “Bendito é o rei que vem em nome do Senhor! Paz no céu e glória nas alturas!” (Lucas 19:38-39)


Os verdadeiros MILAGRES estão relacionados com o exercício da minha fé e consolidados com a gratidão do meu coração. Essa é uma verdade inconteste! Saber gerar os MILAGRES pela fé e consolidá-los com um coração cheio de gratidão, parece redundância, mas é a forma mais poderosa de alguém que nasceu de novo e conhece o poder da Palavra acessar os céus em fé e agradecer ao Senhor pelos MILAGRES em suas vidas.


Vamos ativar a memória e celebrar por cada MILAGRE diário e pelos MILAGRES que já foram efetivados na nossa direção. “E temos, portanto, o mesmo espírito de fé, como está escrito: Cri, por isso falei; nós cremos também, por isso também falamos. Sabendo que o que ressuscitou o Senhor Jesus nos ressuscitará também por Jesus, e nos apresentará convosco. Porque tudo isto é por amor de vós, para que a graça, multiplicada por meio de muitos, faça abundar a ação de graças para glória de Deus.” (II Coríntios 4:13-15)


“Recordarei os FEITOS do Senhor!”. Quais são esses feitos? O que mais impressiona você nos MILAGRES da vida? Uma estéril sendo mãe de filhos? Uma enfermidade crônica sendo erradicada? O MILAGRE de abrir olhos e ouvidos? O MILAGRE de fazer um paralítico andar? O MILAGRE de velhos ficarem jovens, como Abraão e Sara? A ressureição de uma pessoa? Uma praga ser exterminada? Uma pandemia ser vencida?


Não podemos deixar a memória da fé arrefecer nem a gratidão caducar. É como se estivéssemos dizendo todo o tempo: “Que darei eu ao Senhor, por todos os benefícios que me tem feito? Tomarei o cálice da salvação, e invocarei o nome do Senhor. Pagarei os meus votos ao Senhor, agora, na presença de todo o seu povo. Preciosa é à vista do Senhor a morte dos seus santos.” (Salmos 116:12-15). O salmista, agindo em fé, nos ensina a recordar os feitos do Senhor assim como aprender a contar as Suas obras e celebrar os grandes MILAGRES que são liberados todos os dias da nossa existência.


Qual a lição que tiramos nesses decretos que são ensinados à nossa geração? “Considerarei todos os milagres que o Eterno nos proporcionou. Recordarei os feitos do Senhor; recordarei os teus antigos milagres. Meditarei em todas as tuas obras. Recordarei os feitos do Senhor; recordarei os teus antigos milagres. Meditarei em todas as tuas obras e considerarei todos os teus feitos.” (Salmo 77:11,12)


Renê Terra Nova

112 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram