Seja abundante como Servo



”Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor.” (I Coríntios 15:58)


Deus está observando tudo e, a Seu tempo, nos recompensará. Ele tem mantido Sua palavra. Mas, nosso entendimento, às vezes, não consegue conectar com os pensamentos do Senhor, somos muitas vezes até rebeldes quanto à responsabilidade no servir. Servir não é uma obrigação, servir é um prazer. Esse prazer não deve ser impositivo, deve ser voluntário. Nunca fiz nada por recompensa alguma nem pensado que o Senhor me honraria, como fez comigo. Tudo que faço está no princípio e isso, com certeza, agradou o coração do Senhor.


Um servo precisa:


Ser firme


Ser firme não é ser mal educado nem ter expressões grosseiras, é saber se conduzir bem quando o princípio é violentado, e quando um tom sai desafinado, ele corrige sem precisar ser agressivo. Um servo precisa de firmeza, mas não deve ausentar da sua vida a mansidão, mesmo quando a situação aperta e as coisas não estão favoráveis. Ser firme não é uma tarefa fácil, porque até parece que estamos exigindo algo de alguém! Mas, independente da situação, anos dando nosso melhor, e fazendo com que nosso perfil esteja ajustado com o de Servo maior, Jesus, vamos crer sempre que “os mansos herdarão a terra”. (Salmos 37:11)


Ser constante


Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor.” (I Coríntios 15:58). Esse versículo mostra que devemos ser firmes e constantes e nos firmar na obra do Senhor, uma entrega total. Uma honradez naquilo que fazemos, na direção de Deus e das pessoas. Quando eu vejo essa declaração de vida abundante em tudo que faço, está ligado ao ser e o ter, duas coisas fundamentais, casadas, mais distantes, pois muitos são servos, mas são distantes dos seus afazeres, não são tão comprometidos e têm resultados precários.


Ser abundante é saber que nosso trabalho não é vão. É como um casal, casado, feliz, mas que vive distante um do outro. Não é antagônico? Assim é o servo, que não entendeu a máxima do ter e ser, e se distancia das suas obrigações, se tornando devedor da chamada que lhe fora proposta.


Renê Terra Nova

16 visualizações
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

sempreservo12@

yahoo.com.br

(92) 98114.1212

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Instagram Icon

©2020 by Renê Terra Nova

Av. Coronel Teixeira, 5001, Ponta Negra, Manaus,

Amazonas - Brasil