Sou a Geografia do Pai (Parte 04)


O que é ser a geografia do Pai? Um espaço dedicado, “consagrado”, onde Deus habita. Nesses dias, que estamos falando de geografia, que nós somos o espaço, casa, templo, habitação, morada de Deus aqui na terra, uma das obras mais lindas de Deus é desejar viver dentro de nós. Que geografia desejada é essa? Você já percebeu que um rei não vive em qualquer lugar? E, por que o Rei dos reis decidiu viver dentro de nós? Porque somos a preferência dEle. O fato de Deus decidir viver em nós é porque Ele viu em nós o que não assimilamos. Que interesse é esse? Ele precisa que sua geografia (sua vida) seja o lugar mais confiável para que a glória dEle se manifeste na terra dos viventes.


“Por isso, irmãos santos, participantes da vocação celestial, considerai a Cristo Jesus, apóstolo e sumo sacerdote da nossa confissão, sendo fiel ao que o constituiu, como também o foi Moisés em toda a sua casa. porque ele é tido por digno de tanto maior glória do que Moisés, quanto maior honra do que a casa tem aquele que a edificou. Porque toda a casa é edificada por alguém, mas o que edificou todas as coisas é Deus. E, na verdade, Moisés foi fiel em toda a sua casa, como servo, para testemunho das coisas que se haviam de anunciar; mas Cristo, como Filho, sobre a sua própria casa; a qual casa somos nós, se tão somente conservarmos firme a confiança e a glória da esperança até ao fim.” (Hebreus 3:1-6)


Como tenho falado, somos privilegiados por Deus ter escolhido nossas vidas para Ele fazer residência em nós. Somos uma casa onde o fundamento está em Cristo. Essa geografia é o que de mais poderoso temos. Imagine uma casa física, “comum”, que tem a presença de Deus? Já é algo poderoso! Agora, imagine uma casa móvel, que é o patrimônio de Cristo Jesus, que a função é ser o tabernáculo vivo no território onde vivemos e onde nós formos levamos a presença de Deus e, claro, conquistarmos novas geografias para o Senhor.


Este é o poder da evangelização: Cada pessoa é uma oportunidade de trazermos a vida de Deus para as geografias chamadas almas, e depois de pregarmos o Evangelho da libertação, se tornarem patrimônio do Deus Vivo e se expressarem com a vida de Deus por onde passarem. A reprodução de vidas se dá nessa conquista geográfica mais importante do Planeta, o coração do ser humano. “Em quem também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação; e, tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa.” (Efésios 1:13)


Nós não nos pertencemos! Lembra disso? Somos patrimônio dEle. Isso mostra a grandeza do projeto geográfico do Senhor, nos ocuparmos plenamente para que a vida dEle nos complete. Eu sei que esse entendimento não alcança a todos, porém, os que absorvem a mente para essa verdade, com certeza, estão na cláusula da mente de Cristo. Somos um compêndio de oportunidades, a visão de enchei-vos do Espírito, é uma das promessas mais contundentes e relevantes da história bíblica, uma geografia cheia do Espírito, não é em outro lugar a não ser no homem nascido de novo. “Acaso não sabem que o corpo de vocês é santuário do Espírito Santo que habita em vocês, que lhes foi dado por Deus, e que vocês não são de vocês mesmos? (I Coríntios 6:19)

34 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo