Sou uma geografia de LUZ


“O qual nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o reino do Filho do seu amor.” (Colossenses 1:13)


Minha geografia é território da promessa! Ser uma geografia para Deus nos dá alguns direitos, mas obviamente nos compromete bastante. Quais os direitos que temos? Somos transportes de um grande avivamento, nossa vida foi feita para manifestar a graça de Deus. Por onde passamos, podemos ser restauradores de territórios e, claro, mudarmos as vidas dos que passam pela nossa história. Esta é a maior recompensa: Sermos o transporte de Deus no Planeta e ajudarmos as vidas para que saiam de um império de trevas (geografia do diabo) e sejam transportadas para o reino da luz (geografia divina). Se nós entendermos essa verdade, como uma ferramenta que Deus está usando (nossas vidas) para um grande resgate de pessoas, não falharemos nessa missão poderosa, mas seremos transformadores territoriais.


“O qual nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o reino do Filho do seu amor; em quem temos a redenção pelo seu sangue, a saber, a remissão dos pecados; o qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele. E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele.” (Colossenses 1:13-17)


Se esse é o direito, de sermos o território (geografia) de Deus na terra, o que ganhamos com isso? Bem, a paz de Cristo que excede todo entendimento, que guarda nosso coração e a nossa alma em Cristo Jesus e poder da salvação que podemos desfrutar e, claro, seremos uma expressão da presença de Deus em cada geografia aonde chegarmos, pois como transportes de Deus na terra, por onde passarmos os territórios não só serão impactados como transformados. Impactar território, qualquer pessoa carismática pode fazer; transformar as geografias, só quem nasceu de novo e transporta a glória de Cristo Jesus. Cristo em nós é a esperança da glória onde estivermos implantados.


“Aos quais Deus quis fazer conhecer quais são as riquezas da glória deste mistério entre os gentios, que é Cristo em vós, esperança da glória; 28. A quem anunciamos, admoestando a todo o homem, e ensinando a todo o homem em toda a sabedoria; para que apresentemos todo o homem perfeito em Cristo Jesus; 29. E para isto também trabalho, combatendo segundo a sua eficácia, que opera em mim poderosamente.” (Colossenses 1:27-29)


Se somos essa geografia, o que nos compromete? O nosso testemunho ilibado é requerido. Quando uma pessoa diz: “Mas você não é crente, por que está fazendo isso?”. É um grito das trevas pedindo que nosso bom testemunho não seja arranhado, pois somos um modelo, um espelho a ser seguido, somos a expressão da vida de Deus, e estamos aqui para expressarmos a glória dEle por onde passarmos. Por isso, que nossa responsabilidade dobra e as pessoas clamam por esse Evangelho limpo e essa vida de Deus que encontrou espaço em nós. Quando a Palavra diz que se eu não falar, as pedras clamarão, quem são essas pedras? As geografias inanimadas – pessoas mortas espiritualmente (Ezequiel 11:19), que precisam de coração novo, para que sua vida (geografia de trevas) se encha da vida de Deus (geografia de luz).


“E, quando já chegava perto da descida do Monte das Oliveiras, toda a multidão dos discípulos, regozijando-se, começou a dar louvores a Deus em alta voz, por todas as maravilhas que tinham visto, dizendo: Bendito o Rei que vem em nome do Senhor; paz no céu, e glória nas alturas. E disseram-lhe de entre a multidão alguns dos fariseus: Mestre, repreende os teus discípulos. E, respondendo ele, disse-lhes: Digo-vos que, se estes se calarem, as próprias pedras clamarão.” (Lucas 19:37-40)


Renê Terra Nova

31 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo