top of page

UMA IGREJA NO MOVER DO ESPÍRITO SANTO - Parte 43



“... Não por força nem por violência, mas sim pelo meu Espírito, diz o SENHOR dos Exércitos.” (Zacarias 4:6b)


Abraão passou três dias na sua maior guerra, como Jonas no ventre do peixe, e Jesus no coração da terra. Já pensou nisso? Três dias para entender um processo. Três dias para mudar uma história. Três dias para se tornar o líder com o maior exemplo da Primeira Aliança. Tudo que fora aprendido no “curso” com o Espírito de Deus, se não tivesse passado no teste, Abraão teria jogado fora toda sua história, não é verdade? Pois em três dias ele poderia se tornar um fracasso, um líder derrotado, o patriarca desaprovado. Nem imaginamos que podemos passar a vida fazendo coisas tremendas e, por causa de um ato falho ou uma quebra de princípios, anular toda nossa jornada.


Conheço pessoas que em uma pequena prova de caráter perderam uma batalha por não entenderem que aquela hora era momentânea e que o fato da decisão acertada poderia se tornar uma das maiores vitórias das suas vidas e uma decisão errônea culminar na maior derrota das suas histórias. As guerras são um teste de caráter até para saber se estamos preparados para o próximo nível. Ninguém será o mesmo sempre, ou é ampliado para melhor, ou para regredir e paralisar a conquista que estava apontada na sua direção. Nós decidimos como vamos reagir diante de cada batalha. Embora tenhamos surpresas, pelo menos o básico deve ser estudado para não sermos abatidos sem a oportunidade de defesa. Um líder atento ao Espírito não se deixa ser surpreendido.


Três dias foram cruciais para que a maior decisão da história pudesse ser homologada e um patriarca aprovado pudesse entrar na história da fé. Abraão jamais imaginara que aqueles três dias eram os mais importantes da média dos 40 anos que ele já estava andando com o Senhor. Mesmo movido pelo Espírito de Deus, ele não foi poupado da experiência mais profunda da sua vida: Entregar sua promessa na mão do Senhor.


Nós que decidimos andar com Deus não seremos poupados dos nossos testes também. Sabemos que alguns caminham na periferia da fé, outros de forma superficial, outros de forma mais abrangente, porém temos outros de forma mais profunda. Todos nós vamos mudar de nível, pois no mundo espiritual ninguém ficará estático, há uma convocação para o crescente. A ordem é: Não pare de conhecê-lO! Só a intimidade com o Espírito Santo nos dará essa garantia.


Oseias nos entrega a profecia mais cabal de que em apenas três dias seremos ressuscitados com Ele e desfrutaremos de uma chuva nova (que significa prosperidade) e, não podemos parar de buscá-lO para que Seu Espírito nos conduza a uma ressureição. Embora o texto esteja falando do Messias, a promessa de sermos ressuscitados com Ele se atenua a nós também.


“Vinde, e tornemos ao SENHOR, porque ele despedaçou, e nos sarará; feriu, e nos atará a ferida. Depois de dois dias nos dará a vida; ao terceiro dia nos ressuscitará, e viveremos diante dele. Então conheçamos, e prossigamos em conhecer ao SENHOR; a sua saída, como a alva, é certa; e ele a nós virá como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra.” (Oseias 6:1-3).


Sabemos que não é fácil essa caminhada, mas é cheia de experiências que constroem nosso homem espiritual e aprofundam nosso relacionamento com Deus. É inadmissível um homem de Deus não ter intimidade com Ele.


159 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page